SECRETÁRIO DE CULTURA IRONIZA INDICAÇÃO DE DOCUMENTÁRIO BRASILEIRO AO OSCAR

13 de jan de 2020

O secretário especial de Cultura, Roberto Alvim ironizou a indicação do filme brasileiro “Democracia em Vertigem” ao Oscar 2020, na categoria de Melhor Documentário.

O secretário, que ao assumir um cargo no governo federal convocou “artistas conservadores” para criar “uma máquina de guerra cultural” disse, em entrevista à coluna de Mônica Bergamo, na Folha de S. Paulo, que “Se fosse na categoria ficção, estaria correta a indicação”.

Para Alvim, a indicação do filme brasileiro pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas “só mostra como a guerra cultural está sendo travada não só aqui, mas em âmbito internacional”.

Dirigido por Petra Costa, “Democracia em Vertigem” narra, em primeira pessoa, fatos da política recente, com destaque para o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff e a polarização no país.

  • Compartilhe:

Publicidade