SANTANA: PREFEITO MARCÃO RESPONDE AÇÃO POR COMPRA DE VOTOS. TESTEMUNHAS SERÃO OUVIDAS DIA 23 DE FEVEREIRO

02 de fev de 2018

O prefeito de Santana, Marco Aurélio dos Santos Cardoso, o Marcão, corre o risco de ter o seu mandato cassado pela Justiça Eleitoral sob a acusação de compra de votos. A Ação de Investigação Judicial Eleitoral, processo 0000244-17.2016.6.05.0099 já está em plena tramitação e o juiz eleitoral de Santana, Bahia, Oclei Alves da Silva, marcou audiência para ouvir testemunhas, dia 23 de fevereiro. A ação atinge o prefeito e o vice-prefeito Manoel Eustáquio Correia Santos.

A parte queixosa é o candidato, em 2016, Francisco de Assis Tavares da Cunha.

Em segredo de Justiça, corre também na mesma Comarca, uma Ação de Impugnação de Mandato Eletivo – AIME contra catorze candidatos a vereador da coligação de Marcão considerados como  “laranjas”. No caso, entre 12 mulheres candidatas, provavelmente para preencher as cotas previstas pela Lei Eleitoral, seis delas não tiveram nenhum voto. E entre as outras seis verificou-se apenas 16 sufrágios.

Mural do Oeste com informações de O Expresso

  • Compartilhe:

Publicidade