PROFISSIONAIS DE SAÚDE DE LUIS EDUARDO MAGALHÃES SE REÚNEM PARA TRATAR DE ERRO OU INCONSISTÊNCIA EM PROCESSO SELETIVO

08 de set de 2021

Os Profissionais de saúde de Luis Eduardo Magalhães, se reuniram na manhã desta quarta-feira (08), em frente ao Colégio Municipal José Cardoso de Lima, para tratar de um erro ou inconsistência no processo seletivo simplificado que prejudicou cerca de 200 profissionais de saúde do município.

Segundo os profissionais de saúde, o processo seletivo simplificado do edital de N° 04/2021 houve alguns impasses na questão de classificação dos inscritos, muitos profissionais capacitados, com títulos, com tempo de serviço elevado no município não tiveram o nome na lista de classificação, a pontuação estava zerada, ou não foi contada corretamente. Na data de hoje, quarta-feira (08), foi determinado a entrega da documentação para os classificados e cadastro reserva, onde os profissionais que foram desclassificados com nota zero tendo tempo de serviço e títulos, não puderam entregar os referidos documentos.

Devido a este possível erro, os profissionais pedem que seja corrigido. O mesmos já fizeram uma representação desta seletiva no Ministério Público via remota e um grupo que foi pessoalmente no Ministério Público munido com as documentações para também realizar esta representação pessoalmente.

Alguns exemplos de erros citados pelos profissionais:

✔️ Pontuação zerada, ainda que o profissional detenha tempo de serviço no município, títulos e experiência comprovada;

✔️ Pontuação reduzida, quando a análise real dessa documentação não condiz com a pontuação publicada no Diário Oficial do município;

✔️ Candidatos em pleno gozo de suas capacidades físicas e mentais classificados como portador de deficiência física;

✔️ Impossibilidade da entrega de documentação do candidato que teve sua nota zerada erroneamente;

✔️ Contagem de pontos para especializações diversas da área pretendida, quando no Edital cita que os pontos valem para área específica de atuação;

✔️ Candidatos aptos, com experiência e titulação que inexplicavelmente foram desclassificados.

Entre outros problemas verificados.

Pleiteiam do Ministério Público apoio para averiguar o que está ocorrendo nesse Processo Seletivo específico, se possível suspendê-lo até a correção dos diversos erros verificados, investigar os motivos para tantas inconsistências, de modo a não prejudicar a isonomia, transparência e eficiência que deve acompanhar os atos públicos.

 

Via: Blog Braga

  • Compartilhe:

Publicidade