APÓS VETO DO PREFEITO, PROPRIETÁRIOS DE ACADEMIAS E PRATICANTES DE ESPORTES AGUARDAM NOVA VOTAÇÃO AO PROJETO QUE TORNARIA ACADEMIAS ATIVIDADE ESSENCIAL

11 de maio de 2021

Na tarde desta terça-feira (11), o professor Osmar Barbosa, visitou a redação do Mural do Oeste e relatou com preocupação a situação enfrentada pelos proprietários de academias, profissionais de educação física e praticantes de esportes, após o prefeito de Barreiras, Zito Barbosa, vetar o projeto que tornaria as academias atividade essencial. O projeto que foi aprovado por unanimidade pelos vereadores de Barreiras, retornou a Câmara após o veto do prefeito e deve ser analisado novamente pelos parlamentares em até 30 dias.

Segundo o professor Osmar Barbosa, é de conhecimento geral, os benefícios proporcionados pela prática de atividades físicas para a saúde de toda a população. ”Já temos exemplos de diversas cidades, onde projetos com o mesmo conteúdo foram aprovados e sancionados. Esperamos manter o apoio que recebemos dos vereadores de Barreiras nesta causa. Estão registrados os seus discursos em favor da manutenção da academias abertas. Vale lembrar também que as academias já seguem todos os protocolos determinados pela secretaria de saúde, para prevenir a contaminação. Apesar do veto do prefeito, acredito Na importância da prática de esportes, em especial neste momento de pandemia, contribui com a qualidade de vida e em muitos casos minimiza os danos provocados pela Covid-19.”

Dados da Organização das Nações Unidas (ONU) e fornecidos pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) no site do Conselho Federal de Educação Física (Confef) afirmam que de cada R$ 1 investido no setor, outros R$ 3 são economizados na saúde pública.

”Aproveito para em nome dos proprietários de academias e praticantes de esportes, agradecer aos vereadores pela aprovação por unanimidade do projeto que tem como objetivo tornar as academias como atividade essencial e esperamos que este posicionamento seja mantido, para que as quase 100 academias de Barreiras, tenha o seu funcionamento assegurado”, finalizou o professor Osmar Barbosa.

 

  • Compartilhe:

Publicidade