POESIA DE RONALDO SENA EM HOMENAGEM A ZEAN

06 de ago de 2019

Quando eu te conheci
Gostei do seu jeito de sorrir
Falamos do Caetano
Do Lula, do Bolsonaro
Do Fágner
Ficou na minha memória aquele momento
O dia estava começando a surgir
E Brainer e Bruno sorrindo feito meninos
E Francisco Macedo chegando de mansinho
Cleusa com seu jeito perfeito
Falava pra Angélica
Que ao mesmo tempo
Nas carícias do vento
Brincava com Cristiane
E o tempo foi passando
Fizemos uma parceria
Eu, você e Bruno
Não deu certo
Cada um para seu rumo
Mas sempre com a mesma lealdade
A mesma amizade
Foi quando surgiu uma notícia que você internou
Doeu dentro de mim
Causando um grande rancor
Lembro quando você veio da Paraíba
Me trouxe uma rede de presente
Ela está guardada no cofre da recordação
Mas a vida tem a chegada e a partida
Ficamos pelo fio de tristeza
E outro fio de esperança
Mas quando Brainer me ligou
Logo depois Bruno
Mal eu atendi e ele acabou de me falar
Quase chorando ele me disse
Jean acabou de dizer Adeus
Não tive tempo de te abraçar
Nem apertar tua mão
Mas seu sorriso
Sua alegria espontânea
Não vai sair nunca
Jamais
Do meu coração
  • Compartilhe:

Publicidade