LEM: JUNIOR MARABÁ NEGA ACM E SE APROXIMA DO PT. É O QUE SE DEDUZ DE UMA ENTREVISTA DELE AO JORNAL A TARDE

26 de fev de 2021

Nos bastidores políticos de Lem e, até mesmo em Salvador, conta-se que não foi bem digerida pelo grupo de ACM Neto a entrevista dada ao jornal A Tarde pelo prefeito de Luís Eduardo Magalhães, Júnior Marabá. Sabe-se que Marabá  só foi candidato por ter recebido ajuda decisiva de ACM Neto que além de ter lhe  dado  o partido, (O DEM), ofereceu toda a estratégia eleitoral que foi  copiada da campanha de Salvador. Peça por peça.

Neto tinha Luis Eduardo como um dos seus fortes redutos para a campanha eleitoral de governador do ano de 2022, quando deverá ser candidato a sucessão de Rui Costa e colocava Júnior Marabá na lista dos seus mais fiéis aliados.  Bastou Marabá sentar na cadeira de prefeito, o poder subiu-lhe a cabeça e o reconhecimento devido a ACM Neto parece que vai se transformando em coisa do passado.

Isso ficou claro na entrevista de Marabá ao jornal A Tarde. Ao ser perguntado  sobre uma provável candidatura de Neto, Junior Marabá, ao invés de dizer o óbvio, ou seja: que o apoiaria em qualquer circunstância, para retribuir o apoio que recebeu, tergiversou, desconversou e terminou por dar uma resposta  que,  no fundo, negou tudo que ACM Neto fez por ele. O jornal fez a seguinte pergunta:

 

O ex-prefeito ACM Neto saiu fortalecido das urnas. Isso o gabarita para buscar o governo do estado em 2022?

Veja a resposta dúbia e evasiva dada por Júnior Marabá:

“Sem dúvida nenhuma é um nome que está em disputa, um nome que está sendo levado a essa discussão de candidato a governador, agora é uma questão de construção. Eu aqui estou muito pautado na nossa gestão, na nossa eficiência, para que a gente leve uma condição melhor para os luis-eduardenses. E esperar como vai ser o cenário político de 2022.”

Como é que é? Esperar para ver o cenário político de 2022? A resposta a altura da sustentação que Neto teve para  com ele deveria ser a seguinte: “Apoio ACM Neto para ganhar ou para perder.”

Marabá optou por empurrar o problema para as calendas gregas.

Voltando ao ponto:

Não bastasse isso sabe-se que Marabá já se reuniu duas vezes com o governador Rui Costa, levado pelas mãos do vice-governador João Leão e disse ter saído impressionado com o carisma de Rui mostrando assim uma grande aproximação com o PT. O fato vem causando muita estranheza entre aliados de Júnior Marabá que são anti-petistas de carteirinha e, por outro lado, vem  deixando a turma de ACM Neto com uma pulga atrás da orelha sentindo cheiro de rasteira no ar. Será? Como o futuro a Deus pertence vamos esperar.

 

  • Compartilhe:

Publicidade