LAUDO APONTA HEMATOMAS EM MULHER QUE ACUSA NEYMAR DE ESTUPRO

04 de jun de 2019

O relatório de um médico particular aponta que a mulher de 26 anos que acusa o atacante Neymar de estupro apresentou hematomas e arranhões nos glúteos, transtorno ansioso e depressivo e traumatismos superficiais não especificados. Segundo o G1, o exame foi feito uma semana após a suposta agressão que ela teria sofrido em um encontro com Neymar em Paris. 
Ainda conforme o G1, os policiais da delegacia de repressão aos crimes de informática estiveram na segunda-feira (3) na Granja Comari, em Teresópolis, onde a seleção brasileira se prepara para a copa américa. Os policiais civis investigam Neymar por ter divulgado imagens íntimas de uma mulher que acusa o jogador de estupro. Pelo Código Penal, é crime publicar imagens de nudez sem o consentimento da pessoa. 
No vídeo divulgado por Neymar, ele borrou vários posts. Mas, em alguns, é possível ver o rosto e o nome dela completo. Sábado, em uma rede social, Neymar divulgou um vídeo para apresentar sua defesa.
Suposta vítima

Segundo a publicação, uma mulher que atendeu o telefone celular da denunciante se apresentou como a atual representante legal dela. A mulher forneceu o nome e pediu que não fosse divulgado. Mas, diante da gravidade do assunto, o Jornal Nacional decidiu revelar sua identidade: Yasmin Pastore Abdalla. 
Ela enviou ao JN o laudo de um especialista em aparelho digestivo, feito no dia 21 de maio, uma semana depois da agressão que ela denuncia. Ele relata as queixas que ela apresentou: dor no epigastro – uma região do estômago – após episódio de estresse emocional. O relatório cita ainda: hematomas e arranhaduras nos glúteos, tipo digitais.

O diagnóstico do médico é de um distúrbio estomacal, transtorno ansioso e depressivo e traumatismos superficiais não especificados. O médico que assina o laudo confirmou a autoria ao Jornal Nacional. O doutor Luiz Eduardo Rossi Campedelli disse que, por motivos éticos da relação médico-paciente, não poderia fazer nenhum comentário sobre o assunto. 

A mulher que diz ser a advogada da acusadora de Neymar também nos enviou um vídeo que registra uma troca de mensagens entre a acusadora de Neymar e um advogado, identificado como José Edgard.  Nessa troca de mensagens, a mulher deixa claro que quer divulgar o suposto crime. Ela escreve: “Por que a gente não joga logo na mídia pra acabar com a carreira desse pipoqueiro logo de vez? Ele me espancou e me estuprou.” O advogado responde: “Calma. Isso logo depois de apresentarmos a denúncia.” 
A mulher demonstra impaciência e não quer esperar. “Tô com raiva Zé. Eu devia ter matado ele quando tive a chance.” A conversa mostra que o advogado preferia evitar uma briga na Justiça fazendo um acordo. “Não vai ficar impune. Mas você tem que saber que uma briga dessa demora. Por isso tentei o acordo.” Nas mensagens o advogado insiste que o melhor caminho seria um acordo com Neymar. Ele chegou a se reunir com representantes do jogador. Mas eles não concordaram. Mesmo assim, ele tenta convencer a mulher a não divulgar um vídeo, gravado por ela, num segundo encontro entre os dois. Até agora, esse vídeo não foi divulgado. 
Por telefone, o advogado José Edgard Bueno confirmou todo o diálogo registrado no vídeo. E disse por que decidiu deixar o caso. “Eu fui contra qualquer medida bombástica. E até que chegou num momento, de forma mais dura, ela ter me acusado a minha ética, né, profissional a respeito do que eu estaria fazendo. Então por essa questão, por uma questão de que eu não me senti mais à vontade de representá-la. Então não fazia mais sentido.”
Via: BNews
  • Compartilhe:

Publicidade