FACHIN NEGA COLOCAR GEDDEL EM PRISÃO DOMICILIAR

31 de mar de 2020

O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal, negou pedido do ex-ministro Geddel Vieira Limar para ficar em prisão domiciliar em função do coronavírus.

Na semana passada, a juíza Maria Angélica Carneiro, de Salvador, informou ao STF que o ex-ministro já se encontra isolado, numa cela individual. O ex-ministro está preso Centro de Observação Penal, um presídio de passagem, mas que também abriga idosos e detentos em condição especial.

“Verificada a adequação do ambiente prisional às recomendações expedidas pelas autoridades sanitárias à diminuição da curva de proliferação do coronavírus e do contágio que desencadeia a doença COVID-19, panorama que não se altera com a notícia trazida aos autos pelo requerente à fl. 7.317, mormente porque a suspeita retratada não foi reportada por profissional da medicina, não se constata a necessidade da adoção de medidas excepcionais relacionadas à custódia do requerente”, escreveu o ministro.

Ao STF, os advogados argumentam que ele tem 61 anos e é portador de doenças crônicas, portanto, pertence ao grupo de risco.

 

O Antagonista

  • Compartilhe:

Publicidade