ELEIÇÕES 2020: ENTREVISTA COM A CANDIDATA A VEREADORA CARMÉLIA DA MATA

06 de nov de 2020

“Carmélia da Mata, a voz que Barreiras precisa” é o slogan da campanha dessa sindicalista que não tem papas na língua. Bombando, suas redes sociais reforçam o “Diga Aí Carmélia” e a candidata a vereadora tem apresentado assuntos, denúncias e o cotidiano de Barreiras, causando grande repercussão. Dona de uma visão experiente, principalmente no ativismo sindical, Carmélia se prepara para sua segunda candidatura, reforçando que na primeira ela foi diplomada como 1ª suplente.

 

Nessa entrevista, vamos conhecer um pouco mais dessa mulher corajosa, que chegou adolescente em Barreiras para estudar, e aqui se graduou, constituiu família, tem dois filhos, já está aposentada das atividades da UNEB, mas continua sua vida profissional como professora efetiva do município. Afastada do Sindsemb, para concorrer às eleições 2020, ela conta um pouco sobre sua vida, lutas e propostas para ajudar na construção de uma Barreiras mais justa e com melhor qualidade de vida para a população.

Acompanhe a entrevista exclusiva:

Quem é Carmélia da Mata?
Acho que as pessoas já estão me conhecendo mais e mais a cada dia, acompanhando meu trabalho, meu cotidiano e cada passo que estamos trilhando nessa caminhada eleitoral. Na verdade sou filha de Angical, mas cheguei em Barreiras muito nova para estudar, e graças a Deus consegui todas as oportunidades nessa terra maravilhosa, com minha família e meus dois filhos. Estudei, especializei e trabalhei na UNEB, e já sou aposentada, mas lembrando que também encabecei muitas lutas com os servidores unebianos para conseguir nossos direitos e valorização. Continuo professora efetiva do município, já fui diretora de escolas, do Credibahia e nos últimos anos estive a frente da presidência do Sindsemb por três mandatos consecutivos.
Falando em Sindsemb, conte um pouco sobre sua gestão sindical e suas ações
Na verdade eu e o sindicato é um caso de amor, simplesmente me dedico totalmente ao trabalho frente os interesses dos servidores municipais. Assumimos um sindicato sem nenhuma estrutura, sem equipe de colaboradores, sem mobiliários, documentos, nada, naquela época não existia uma representatividade. Fomos construindo tudo, pouco a pouco, e hoje temos uma equipe especializada, assessoria jurídica, tudo é decidido através de reuniões e assembleias, estamos sediados num prédio de fácil localização, temos um Clube do Servidor às margens do Rio de Ondas, anualmente realizamos gratuitamente a Declaração do Imposto de Renda dos filiados, homenageamos sempre nossos servidores com eventos comemorativos a exemplo da grande Festa do Servidor, temos redes conveniadas de saúde e serviços. Além disso tudo, ainda fazemos nossa parte de responsabilidade social e também publicidade de todos nossos atos, através das redes sociais.
E a política? Como iniciou essa vontade de se tornar vereadora?
Eu sempre fui política, na verdade somos seres politicamente falando, trabalhando e vivendo. Uns escolhem exercer mandatos e representar as vontades do povo, e eu fui convidada por diversas vezes para concorrer às eleições, mas somente em 2016 aceitei o desafio e fiquei como 1ª suplente de vereadora. Em 2017, nós, os servidores municipais, sofremos um grande impacto com a aprovação dos projetos 09 e 10, que autorizou o poder executivo a retirar direitos e reformular drasticamente o Estatuto do Servidor, e naquele momento de luta e manifestações, infelizmente não obtivemos apoio dos vereadores, e sentimos a falta de um verdadeiro representante político de nossa categoria, porque mesmo tendo vereadores que são servidores, eles viraram as costas para todos, e violência física e spray de pimenta foram direcionados aos pais e mães de família, que pediam respeito e valorização. Então, isso nos impulsiona a dar voz aos servidores e moradores de Barreiras.
E suas propostas? Conte um pouco de sua visão para legislatura
Antes de falar de minhas propostas, quero salientar que meu maior propósito é construir com a população minha legislatura. Temos propostas importantíssimas como o projeto de modernização da Lei Orgânica, eliminando de vez o popular projetos da calada da noite, enviado a Câmara com ordem de urgência, que não são discutidos com a população e nem exigem parecer das comissões, e que causam impactos negativos, a exemplo do novo Código Tributário, Projetos 09 e 10 que retirou direitos dos servidores, os empréstimos milionários para gestão pública e a venda de prédios/lotes públicos, tudo isso sem o consentimento popular. Outro projeto que vamos lançar após eleição, é o app Meu Bairro que dará acesso ao cidadão para denunciar, solicitar, enviar demandas de seu bairro. Ele vai tirar foto, explicar a situação e vamos solicitar melhorias, mostrar a realidade e cobrar ações. Além disso, temos muitas propostas voltadas para áreas da educação, saúde, mobilidade urbana, geração de emprego e renda, que estão sendo construídas junto com nossos servidores, amigos e colaboradores.
Como você analisa a atuação da atual Câmara?
Todos sabem que o verdadeiro papel do vereador é a fiscalização financeira e da execução orçamentária municipal, defender os interesses do povo e criar leis. Esses últimos quatro anos, a população pôde analisar o comportamento de muitos vereadores, que eu já disse outras vezes, que ainda obedecem a lei do amém. Precisamos de uma Câmara que não fique a mercê de abaixar a cabeça para o poder executivo, precisamos de homens e mulheres firmes e decididos, para avaliar o que é melhor para a população de Barreiras. Além de falar nesse comportamento, queria dizer que muitos estão em campanha prometendo coisas mirabolantes e na verdade sabem, que não poderão executar, pois o vereador não pode onerar o município. Na verdade, temos na Câmara projetos e leis grandiosas, que nunca foram colocados em prática como o Arquivo Público Municipal criado pela ex-vereadora Marileide Carvalho, sancionado em 2015 e o Compêndio das Leis que desde 2014 foi autorizado a ser impresso como livro consulta, e nada disso foi executado.
Caso eleita, como será o seu relacionamento com o poder executivo e com os demais vereadores?
Totalmente harmônica, quero manter o respeito e civilidade como sempre levei para minha vida pessoal e profissional. Cada um tem os seus interesses, sua visão, suas defesas, mas eu quero manter uma convivência sadia dentro e fora do plenário. Meu objetivo maior será defender meus princípios baseados nos interesses da população, quem me conhece sabe que não vou me corromper pelo poder e nem tão pouco vender pelas benesses pessoais. Estarei no mandato, para votar a favor do crescimento da cidade, independente de minha afeição ou não pelo gestor, eu estarei vereadora para somar e ajudar melhorar nossa cidade.
Finalizando, deixe uma mensagem para os eleitores de Barreiras
Estamos em uma campanha singular, no meio de uma pandemia e com estratégias de alcance dos eleitores diferenciada, ou seja, as redes sociais. Mas peço aos eleitores, cidadãos, jovens e idosos de nossa cidade, que sejam conscientes, que analisem o perfil dos candidatos, vejam suas contribuições e sua postura politica diante de injustiças. Não adianta se arrepender depois, temos que tomar atitudes positivas nesse momento, realmente acreditar naqueles que tem propostas coerentes, que tem coragem, voz e acreditam numa cidade mais humana. Agradeço a Deus pela saúde, pelos amigos, apoio e cada um que tem acreditado em nossa caminhada, não é fácil, mas temos certeza que o desejo de uma voz ativa e mulher de coragem na politica, nos colocará no legislativo para ser a voz que Barreiras precisa!.
  • Compartilhe:

Publicidade