DOAÇÃO DE CESTAS BÁSICAS MARCA CELEBRAÇÃO DO DIA NACIONAL DO CAMPO LIMPO NO OESTE DA BAHIA

02 de set de 2020

Adaptadas ao cenário atual, as unidades de recebimento de embalagens vazias de defensivos agrícolas no Oeste da Bahia: Barreiras, Roda Velha e Rosário, comemoram a 16ª edição do Dia Nacional do Campo Limpo (DNCL) de um jeito diferente das edições anteriores quando tradicionalmente, abriam suas portas e recebiam a comunidade para celebrar os excelentes resultados do Sistema Campo Limpo, programa de logística reversa de embalagens vazias e sobras pós-consumo de defensivos agrícolas realizado na região.

Nesta edição, com o tema “Celebrar conquistas e multiplicar solidariedade”, as ações do DNCL voltaram-se para o social das comunidades circunvizinhas, com a doação de cestas básicas. Ao total, 300 cestas foram doadas para projetos e movimentos sociais da região. No Distrito de Rosário, município de Correntina, no extremo oeste da Bahia, os donativos foram entregues à Associação de Moradores e Agricultores do Distrito de Rosário (AMPROVIR) e beneficiará famílias em vulnerabilidade social. Em São Desidério, a unidade de Roda Velha atendeu ao chamado da Paróquia Santo Antônio, a qual ficará responsável pela distribuição dos donativos, conforme a necessidade local. Já a unidade de Barreiras beneficiou duas associações no município de Luís Eduardo Magalhães: a Associação dos Produtores Rurais do Projeto de Assentamento Rio de Ondas e a Associação Missionária Evangélica Vida.

As unidades são gerenciadas pela Associação do Comércio de Insumos Agrícolas (Aciagri), que atualmente representa mais 50 canais de distribuição de insumos agrícolas e pelo Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias (inpEV), que atua como Núcleo de Inteligência do Sistema.

O Sistema Campo Limpo tem como base o princípio das responsabilidades compartilhadas entre todos os elos da cadeia produtiva (agricultores, fabricantes e canais de distribuição, com apoio do poder público) para realizar a logística reversa destas embalagens. O Brasil é referência mundial na destinação ambientalmente correta do material, encaminhando 94% de embalagens plásticas primárias para reciclagem ou incineração.

Para o presidente da Aciagri, Adilson de Campos, a iniciativa reforça o compromisso das unidades com o desenvolvimento social com a comunidade. “Estamos vivendo um momento muito delicado social e economicamente em função da pandemia pelo COVID-19, e sabemos que qualquer gesto de solidariedade é valioso para amenizar a situação daqueles que hoje dependem de donativos para manter uma vida digna”, pontuou Adilson.

  • Compartilhe:

Publicidade