DEPUTADO CARLOS TITO VOTA A FAVOR DA POSSE DE ARMA NO CAMPO

22 de ago de 2019

A maioria da bancada baiana na Câmara dos Deputados votou a favor, na noite desta última quarta-feira (21), do projeto que considera, para fins de posse de arma de fogo, toda a extensão do imóvel rural como residência ou domicílio (PL nº 3.715/19, do Senado). Atualmente, a posse era permitida apenas na sede da propriedade rural.

Dos 39 parlamentares, 20 votaram a favor e sete contra. Outros nove não comparecem ao plenário para votação. Já os deputados petistas Afonso Florence e Nelson Pelegrino optaram por obstruir (mesmo presente no plenário, não votaram) e Pastor Sargento Isidório (Avante) se absteve. No total, a matéria, que tem como ponto central aumentar a segurança no campo, foi aprovada por 320 votos a 61. O texto segue agora para sanção presidencial.

Confira como cada deputado votou e os ausentes:

A FAVOR
Abílio Santana (PL)
Alex Santana (PDT)
Antonio Brito (PSD)
Arthur Maia (DEM)
Cacá Leão (PP)
Cláudio Cajado (PP)
João Roma (Republicanos)
José Nunes (PSD)
José Rocha (PL)
Leur Lomanto Jr. (DEM)
Márcio Marinho (Republicanos)
Mário Negromonte Jr. (PP)
Otto Alencar Filho (PSD)
Paulo Azi (DEM)
Paulo Magalhães (PSD)
Professora Dayane Pimentel (PSL)
Raimundo Costa (PL)
Ronaldo Carletto (PP)
Tito (Avante)
Uldurico Júnior (PROS)

CONTRA
Alice Portugal (PCdoB)
Bacelar (Pode)
Daniel Almeida (PCdoB)
Jorge Solla (PT)
Lídice da Mata (PSB)
Marcelo Nilo (PSB)
Valmir Assunção (PT)

 

 

Via: Política Livre

  • Compartilhe:

Publicidade