DEPOIS DE TER PEDIDO A QUEDA DE BRAÇO PARA MANDETTA, BOLSONARO FOGE DA IMPRENSA

07 de abr de 2020

Presidente Jair Bolsonaro, Michelle Bolsonaro, Onix Lorenzoni no Palácio do Planalto, participando da Cerimônia de Comemoração ao Dia Internacional do Voluntariado. Sérgio Lima/Poder360 02.dez.2019

Do UOL:

Acostumado a pautar o noticiário todas as manhãs com declarações e discursos, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) optou pelo silêncio na manhã de hoje. O mandatário não parou para falar com os jornalistas na saída do Palácio da Alvorada e também não compareceu a duas agendas que estavam previstas, em sequência, no Palácio do Planalto.

Os dois compromissos foram retirados de sua agenda pública no fim da manhã. A única reunião que estava prevista para hoje e que foi mantida é com o ministro da Casa Civil, Walter de Souza Braga Netto, às 15 horas.

Oficialmente, a Presidência não esclareceu o motivo da ausência de Bolsonaro. Nos últimos dias, ele tem acumulado desgaste em relação à opinião pública devido aos atritos com o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta (DEM). Bolsonaro chegou inclusive a cogitar a demissão do chefe da pasta, mas recuou diante da repercussão negativa em meio à pandemia do coronavírus.

O presidente e Mandetta têm divergências, expostas publicamente, acerca das ações de enfrentamento ao coronavírus. O ministro diz que se pauta pela ciência e defende o isolamento social como forma de prevenção. Já Bolsonaro alega que a reclusão e interrupção da rotina em estados e municípios são devastadoras para a economia e incentiva o retorno à normalidade.

(…)

  • Compartilhe:

Publicidade