CORINTHIANS CONTABILIZA VANDALISMO DA TORCIDA E DIZ QUE COBRARÁ VASCO

20 de nov de 2018

Quebra-quebra aconteceu logo após o término da partida do último sábado pela 35ª rodada do Brasileirão

Corinthians emitiu nota na noite desta segunda-feira contabilizando o estrago feito pelos torcedores do Vasco na arena no duelo disputado no sábado, pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro. O clube ainda informou que, assim que tiver o orçamento da reparação, repassará os custos ao time carioca.

“O Sport Club Corinthians Paulista informa que ao final do jogo entre Corinthians e Vasco, no último sábado (17) foram quebradas, pela torcida visitante, 69 cadeiras, 45 assentos, 39 acabamentos de assentos e 24 encostos. Na ocasião, também foi destruída uma porta Hormann preta. Assim que o estrago seja contabilizado, o Corinthians cobrará a agremiação carioca”, informou.

O quebra-quebra aconteceu logo após o término da partida. O principal motivo da revolta foi um pênalti não assinalado pelo árbitro Wilton Pereira Sampaio de Danilo Avelar em Marrony. A atitude dos torcedores vascaínos foi relatada na súmula da partida.

“Informo ainda que depois do término da partida no espaço destinado a torcida visitante (Vasco) observamos que alguns torcedores retiraram os assentos e os arremessaram em direção a torcida adversária e do policiamento que se encontrava fazendo o isolamento entre ambas. O referido tumulto foi rapidamente contido pelo policiamento”, relatou o juiz.

Wilton Pereira Sampaio também citou na súmula a expulsão do técnico vascaíno Alberto Valentim e as reclamações do presidente do Vasco, Alexandre Campello, e do atacante Maxi López. Os três correm o risco de suspensão e o clube pode ser multado e até perder mando de campo por causa do comportamento da sua torcida.

MURAL DO OESTE /  Com Notícias ao Minuto

  • Compartilhe:

Publicidade