CENTRO-OESTE REÚNE MAIOR PARCELA DA POPULAÇÃO COM MELHORES CONDIÇÕES DE VIDA, APONTA IBGE

20 de dez de 2017

Das 65 unidades avaliadas, no país, apenas 1,9% foi classificado com o tipo intraurbano A. o Tipo B, apenas em 2,1%, o tipo C em 3,9% e o tipo D em 16%. Assim, as boas condições de vida foram identificadas em 23,9% das regiões analisadas. A maior parte das áreas analisadas (37,9%) foi classificada com condições medianas de vida.

G1

  • Compartilhe:

Publicidade