SERVIDORES DE LEM TERÃO REAJUSTE ACIMA DA INFLAÇÃO, ASSEGURA PREFEITO OZIEL

21 de mar de 2018

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

 

Os servidores de Luís Eduardo Magalhães terão reajuste salarial acima da inflação em 2018. A confirmação foi dada pelo prefeito Oziel Oliveira, durante reunião com dirigentes sindicais na manhã desta terça-feira (20). A contraproposta oferecida pelo município foi de 3%.

Dirigentes do Sindicato dos Servidores Públicos de Luís Eduardo Magalhães (SINSERPLEM) e do Sindicato dos Guardas Civis participaram da reunião, que foi antecipada a pedido do prefeito, em decorrência do término dos estudos de impacto na folha salarial realizados pelo secretário municipal de Administração e Finanças, Ricardo Knupp.

Na abertura do encontro, o prefeito apresentou aos servidores a real situação do município, no que diz respeito a repactuações efetuadas junto ao Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) e também da auditoria realizada por técnicos da Receita Federal. Tudo referente às contas do ano de 2016.

Oziel informou que o município teve as contas sequestradas pelo INSS, ainda em 2017, por causa do não recolhimento de gratificações pagas, o que fere a lei. Como consequência das irregularidades praticadas por servidores e gestores até dezembro de 2016, o Município foi multado em milhões de Reais e os servidores tiveram que pagar novamente os valores descontados e não repassados.

DÍVIDAS MILIONÁRIAS
O secretário de Administração e Finanças afirmou que, por conta das irregularidades praticadas e pelo fato de ser um contribuinte de grande porte, o município é auditado 24 horas todos os dias pela Receita Federal. Além das dívidas milionárias geradas por irregularidades administrativas, as quais foram apresentadas pela Prefeitura aos servidores, o município ainda esbarra praticamente todos os meses com a redução dos repasses do Fundo de Participação dos Municípios (FPM).

Ricardo Knupp antecipou que o recolhimento do INSS neste mês vai passar dos R$ 2,5 milhões e que esse montante terá que ser pago. “Vocês não verão repactuações de dívidas, de irregularidades feitas a partir de 2017. Isso nós também garantimos. O preço que nós ainda pagamos por falhas no passado recente é alto”, ponderou.

Já o prefeito disse que a gestão toma todos os cuidados possíveis com a administração da folha salarial e o pagamento de impostos. “A auditoria da Receita Federal está em andamento e ainda pode trazer mais prejuízos para todos. Já os servidores envolvidos nas irregularidades deverão pagar pelas irregularidades praticadas”, frisou Oziel.

O ministério da Fazenda já informou na segunda-feira (19) que o repasse do Fundo de Participação dos Municípios para a cidade terá uma redução de 40% em comparação a fevereiro. “Nunca pensamos que fossemos receber R$ 68 mil de FPM. Por isso, achamos importante que os servidores tomem conhecimento do que de fato ocorre com as contas da Prefeitura”, ponderou o prefeito.

“Para garantir o pagamento em dia dos salários e também esse reajuste enxugamos até onde podíamos nossas despesas. Por mim, o reajuste seria muito maior, mas infelizmente temos que trabalhar com os pés no chão. O importante é que garantimos um reajuste acima da inflação oficial”, justificou Oliveira.

Em 2017, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), um dos principais indicadores brasileiros da variação mensal dos preços, foi de 2,07%. Calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) desde 1979, o INPC é muito utilizado pelos governos federal, estaduais e municipais como parâmetro para o reajuste de salários em negociações trabalhistas.

SATISFEITOS
Após afirmar que um prefeito não administra sozinho, mas também junto com os servidores, Oziel Oliveira ouviu dos dirigentes sindicais, apoio no combate a irregularidades administrativas. Dirigente do SINSERPLEM, Marcelo Rufino, reconheceu o esforço da Prefeitura para valorizar os servidores também com a concessão de um reajuste salarial digno.

Já o dirigente do Sindicato dos Guardas e Vigilantes Municipais do Oeste Baiano (SINDGUARVIMOB), João Batista Alves Filho, agradeceu ao prefeito, pela abertura do canal de negociação com as categorias de forma espontânea e antecipada.

As categorias estarão reunidas em assembleias nos próximos dias para decisão sobre a aprovação ou não da contraproposta apresentada pelo governo municipal.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.
  • Compartilhe:

Publicidade