CULTURA, MÚSICA E RELIGIOSIDADE MARCAM INÍCIO DOS FESTEJOS DE SETEMBRO DE SÃO DESIDÉRIO

20 de set de 2018

Os festejos de setembro em São Desidério nasceram com a maior manifestação cultural do município, a festa da Padroeira Nossa Senhora Aparecida. Na noite de ontem, 19, muita fé e música marcaram a abertura das festas. Após a missa solene presidida pelo Bispo da Diocese de Patos na Paraíba, Dom Eraldo e celebrada pelo Pároco Pe. Pedro Felipe, centenas de fiéis e devotos, caravanas de várias municípios vizinhos e visitantes de outras regiões prestigiaram o show católico do Padre Antônio Maria.

“Nós estamos muito felizes por realizar esta festa maravilhosa em homenagem a nossa mãe Maria, agradecemos a dedicação de todos os envolvidos e também à prefeitura pelo apoio e realização da festa com o Padre Antônio Maria”, disse o Pároco. “É com muita honra e alegria que volto a São Desidério para participar dos festejos, nossa grande responsabilidade é levar o evangelho a todo canto, Maria representa a mulher que gera a vida e supera o mal, sejamos imitadores da mãe de Jesus”, revela o Bispo.

Pela terceira vez no município, Padre Antônio Maria parabeniza a organização dos festejos e revela a emoção de participar desta festa tradicional da cidade iniciada com mensagens do amor de Deus. “Estou imensamente feliz em estar aqui com vocês mais uma vez, esta festa mostra que nossa fé é forte e se renova a cada dia, parabéns a todos pela organização”, comentou o Padre Antônio Maria. No show realizado na Praça Abelardo Alencar o Padre lembrou que a música é um meio de tocar o coração e fortalecer a fé. “As letras das músicas nos ensinam muito, estou imensamente feliz e me sinto renovada, foi um show bonito e emocionante, tudo muito organizado”, falou a aposentada Edite Pereira.

Com músicas que destacam o amor de Deus pelas pessoas, os foliões dançaram, cantaram e rezaram juntos. “Vim de Barreiras para participar da missa e também ver o show musical, é um momento especial para nós fieis”, comentou a dona de casa Maria dos Santos.

O primeiro dia dos festejos de setembro teve início ainda de madrugada com uma alvorada festiva. O cortejo saiu da igreja Matriz pelas principais ruas da cidade ao som de marchinhas. A missa da Padroeira encerrou o novenário que teve início dia 10 esorteou os novos juízes que serão encarregados de organizar a festa do próximo ano. Fé, agradecimentos, louvores e homenagens marcaram a celebração e o show.

“A missa da Padroeira é um marco para nosso município que deu origem aos festejos de setembro em São Desidério, por isso é um momento singular para a nossa história. Estamos muito contentes em apoiar e participar desta tradição”, destacou o prefeito Zé Carlos.

Hoje, dia 20, os festejos seguem com a comemoração do Divino Espírito Santo. Em São Desidério as festas religiosas são realizadas fora das datas oficiais (Nossa Senhora, 12 de outubro) e (Divino Espírito Santo, 40 dias após a Páscoa) por causa do calendário seguido pelo primeiro Padre que atendia ao município. A região era muito grande para o trabalho de um único Padre, desta forma não era possível seguir o calendário litúrgico da Igreja. São Desidério recebia os serviços religiosos uma vez por ano e sempre nestas datas de setembro. A tradição foi mantida e segue até hoje.

Texto: Jackeline Bispo

Fotos: Ascom

  • Compartilhe:

Publicidade