VÍTIMAS DE MESTRES DE CAPOEIRA PRESOS POR ESTUPRO EM LUÍS EDUARDO MAGALHÃES SOFRIAM ABUSOS COLETIVOS

10 de maio de 2018

 

As vítimas de dois mestres de capoeira, suspeitos de estuprar pelo menos 10 alunos, entre 10 e 20 anos, em Luís Eduardo Magalhães, no extremo oeste baiano, teriam sido abusadas coletivamente.

De acordo com a polícia, Josenildo Almeida Lopes, conhecido como Pássaro Preto, de 32 anos, e Rafael Pereira da Costa, de 27, praticavam os estupros em casas, hotéis e motéis. Eles foram apresentados pela polícia à imprensa nesta quarta-feira (9).

Segundo o Conselho Tutelar da cidade, Josenildo teria engravidado uma adolescente.

Ainda conforme a polícia, as vítimas eram meninos e meninas de um projeto social onde a dupla dava as aulas de capoeira.

Outros comparsas deles teriam envolvimento nos crimes e estão sendo procurados.

 

Via: BNews

  • Compartilhe:

Publicidade