VARIANTE DELTA: ISRAEL PEDE VOLTA AO HOME OFFICE E FIM DE “APERTOS DE MÃO, BEIJOS E ABRAÇOS”

06 de ago de 2021

Foto: Reprodução/Pixabay

Destaque nas medidas de combate a pandemia e na imunização contra Covid-19, Israel está em alerta para casos da variante Delta e orientou que empresas do país retornem ao regime de home office para ajudar o país no combate do novo surto.

 

A medida faz parte de uma série de restrições anunciadas nesta semana. O governo do país classificou as medidas como necessárias para evitar novas quarentenas.

 

Segundo reportagem do Estadão, as autoridades de Israel orientaram a população a parar de “apertar as mãos e dar beijos e abraços”.

 

Outra medida foi a implementação da exigência de passaporte da vacina para entrar em ambientes que comportem menos de 100 pessoas. O passe é concedido para quem já se imunizou, testou negativo ou contraiu a doença recentemente.

 

Em espaços abertos com capacidade superior a 100 pessoas, o uso de máscara será obrigatório. O governo também limitará em 50% o número de funcionários em repartições públicas, traz a reportagem.

 

“Nosso objetivo é manter Israel aberta e, ao mesmo tempo, evitar uma situação de lotação de hospitais e falta de leitos”, disse o primeiro-ministro do país, Naftali Bennett, afirmando que sabem a hora de “acionar o freio” caso seja necessário. “Para evitar restrições mais duras, vamos nos vacinar, usar máscaras e manter o distanciamento.”

 

  • Compartilhe:

Publicidade