UFOB E ABL NAS LITERATURAS: UM SOPRO DE ESPERANÇA CONTRA A BARBÁRIE

10 de fev de 2019

 

Roberto de Sena

Mural do Oeste

 

A UFOB – Universidade Federal do Oeste – e ABL – Academia Barreirense de Letras, colocam em prática um projeto pioneiro e que pode gerar muitos frutos para a cultura de Barreiras e da região. Trata-se do projeto UFOB e ABL nas Literaturas. A primeira edição teve a brilhante participação do escritor Durval Nunes que apresentou o seu novo livro Ao Santo Velho Chico, declamou poemas e debateu com estudantes, professores e visitantes diversos aspectos da criação literária bem como falou também sobre a sua vida como um dos mais conhecidos escritores de Barreiras. Foi uma tarde agradável de beleza e poesia como há muito não se via em nossa cidade. A partir de agora, uma vez por mês, um escritor barreirense será convidado para falar sobre sua obra no auditório da biblioteca da UFOB.

Considero esse iniciativa uma das mais importantes já vista nos últimos tempos em Barreiras e que  só se tornou possível graças a visão do professor Walney Dias Rigonato, um pesquisador da nossa cultura e que teve o mérito de perceber que a Universidade pode ser uma ferramenta importante no fortalecimento da literatura e das artes de forma geral em nossa cidade e em nossa região. A sensibilidade dele, quanto a estes temas, é algo raro de se observar. Chegou em boa hora. Barreiras precisava há muito tempo de alguém com esse perfil.

Não posso deixar de mencionar a presidente da Academia Barreirense de Letras, Ananda Lima, cujo trabalho tem arrancado elogios da sociedade pela forma como dinamizou e proporcionou  visibilidade a entidade, dando sequência ao trabalho dos presidentes anteriores mas acrescentando muitas novidades o que serviu para fortalecer – e muito – a ABL.

Cito ainda a professora Marcia Razia, que ao lado do professor Walney, abraçou a ideia e ajudou o projeto a se tornar realidade. Refiro-me ainda a todos os dirigentes da ABL, a Reitora Iracema Veloso, aos escritores que estão se colocando a disposição para debater os seus trabalhos com os estudantes e a todos os envolvidos neste esforço conjunto para que se possa fortalecer a literatura, a cultura e as artes em Barreiras.

O projeto é um sopro de esperança contra a barbárie que impera em nosso País. Vivemos tempos difíceis, de prepotência, de arrogância, onde tenta se implantar uma ditadura do pensamento único e a UFOB e a ABL mostram que a pluralidade de ideias é possível por meio do diálogo e do respeito.

Espero agora que o projeto se estenda para as artes plásticas, para a música, o cinema, o teatro, a dança e todas as formas de arte. A arte sempre foi e sempre será a luz contra a barbárie. Em tempos de flertes com o totalitarismo, nada melhor do que mergulharmos na arte para sairmos de alma renovada e com o firme desejo de contribuirmos para a construção de uma sociedade mais justa e livre de toda forma de tirania. A arte tem a capacidade de unir pessoas diferentes, ultrapassar fronteiras e derrubar preconceitos. A arte nos ajudará a vencermos as dificuldades atuais do País, superaremos as imposições, as ameaças, a truculência. Com a arte no coração e na cabeça, encheremos de esperanças o coração dos nossos jovens, avançaremos em direção a um mundo novo e construiremos uma sociedade mais justa.

Parabéns a UFOB e a ABL por esta iniciativa. A história registrará.

 

  • Compartilhe:

Publicidade