TEMER FAZ PREÇO DE JEGUE DISPARAR NO MERCADO

12 de dez de 2017

A política econômica do presidente Temer tem pelo menos uma coisa positiva: o jegue voltou a ter valor. O animal que havia sido relegado ao abandono agora, com preço do gás nas alturas, o bicho voltou a ter a importância significativa que tinha no passado já que a população está sendo obrigada a  utilizar os serviços do jumento para  pegar lenha no mato.  Ninguém consegue mais pagar botijão de gás. Um internauta disse ao Mural do Oeste que o preço do jegue disparou na zona rural. “Passei no Entrocamento de Santa Rita, fui na zona rural de Mansidão, em Igarité, na zona rural de Barra, em Taguá, zona rural de Cotegipe, na Reforma Agrária de Angical e não vi mais nenhum jegue solto como tinha antes. Quem quiser comprar um jegue agora vai ter que pagar caro. Já tem gente  trocando iphone por um jegue para poder ir buscar lenha. Empresários estão estocando jumentos para especulação” garantiu o internauta.

Se o botijão de gás continuar subindo  vai faltar jegue no mercado. Algumas  empresas estariam  planejando  negociar o jegue no consórcio com lance inicial de mil reais e algumas concessionárias de veículos estão pensando em vender jegues financiados. Quem tiver jegue para vender aproveite a alta do preço do animal enquanto o Temer for presidente. Quando ele sair os economistas estimam que o jegue voltará a ter uma significativa perda de valor.

  • Compartilhe:

Publicidade