SINDSEMB AVERIGUA DENÚNCIAS E CONDIÇÕES DE TRABALHO DOS SERVIDORES DO LEONIDIA AYRES

13 de ago de 2020

 
Após várias denúncias anônimas e ligações dos servidores lotados no Centro de Saúde Leonidia Ayres sobre as condições de trabalho dos profissionais, suspeitas de Covid-19 e a inoperância da gestão diante a testagem da equipe multiprofissional, a Diretoria do Sindsemb esteve nesta quinta-feira (13), na unidade para averiguar todos os relatos e questionar da coordenação medidas para proteger os servidores.
Os servidores da saúde lotados nos setores do Leonídia reclamaram principalmente da testagem, haja vista, que o local tem sido procurado por pessoas acometidas pelo vírus e tem sido realizado a coleta de exame em formato de drive-thru, mas os servidores e colaboradores não foram testados.
“A nossa maior preocupação nesta pandemia é realmente com as condições de segurança, materiais de EPI´s e testagem dos servidores. Sabemos do alto índice de contaminação de servidores, fomos informados que no Leonídia já tem servidores positivos que permaneciam trabalhando, e todos outros servidores estão apreensivos porque a Secretaria de Saúde não liberou a ampla testagem. Vamos novamente documentar e enviar ao secretário de saúde, que não tem recebido o sindicato pessoalmente, não responde nossos questionamentos e toda semana encaminhamos documentos, solicitações e denúncias”, relatou a 1ª secretária Janaina Carvalho.
A Diretoria do Sindsemb informa que estará comunicando a Secretaria de Saúde sobre a situação, e principalmente questionar o drive-thru dentro do pátio, e mesmo assim não liberaram a testagem da equipe ocupacional. Vale lembrar, que o Ministério Público do Trabalho notificou o Sindsemb para atuar na fiscalização de uma série de recomendações que visam, em breve resumo, salvaguardar a saúde do servidor, mormente aquele que atua na área da saúde.
  • Compartilhe:

Publicidade