SEM A LAVAGEM DO KIMARREI, BARREIRAS TEVE UM PRIMEIRO DE JANEIRO ATÍPICO

02 de jan de 2021

Milhares de Barreirenses viveram o dia primeiro de janeiro de forma bastante atípica. Após 33 anos, as ruas da cidade não tiveram a alegria proporcionada pela Lavagem do Bloco Kimarrei, realizada nos últimos anos no Parque de Exposições de Barreiras. O evento que reúne milhares de pessoas, fazia com que durante todo o dia, o cais da cidade estivesse lotado de pessoas, que celebravam a festa e o primeiro dia de um novo ano.

Em 2020, o Mural do Oeste acompanhou de perto a organização e realização do evento, que pela grandeza e também pela interrupção na realização dos eventos em decorrência da pandemia, pode ser considerado o maior evento de 2020. Nas redes sociais, se multiplicaram o compartilhamento de imagens que relembravam os momentos vividos nos últimos anos da Lavagem do Kimarrei, deixando claro que a não realização de uma das mais tradicionais festas de todo o estado, deixou muitas saudades.

Em conversa com a nossa reportagem, os diretores do Bloco Kimarrei, Nadirson Lucena e Gulla, afirmaram que o evento já está sendo programado para que aconteça em janeiro de 2022, tendo a responsabilidade de unir a alegria que não pôde ser vista neste ano em um único dia. ”Foi realmente muito difícil ter que acompanhar o cais de Barreiras vazio e em silêncio neste dia primeiro de janeiro, mas foi também um momento de grande reflexão e motivação para todos os nossos projetos que iremos executar a partir de agora. Pudemos acompanhar diversas manifestações de carinho e saudade, o que nos motiva a projetar eventos grandiosos e assim que for possível, levar mais uma vez alegria a milhares de pessoas, como sempre fizemos nos últimos 33 anos de Lavagem do Kimarrei”, afirmaram os diretores do Bloco Kimarrei ao Mural do Oeste.

  • Compartilhe:

Publicidade