SÁBADO DE COMEMORAÇÕES: ATIVIDADES CULTURAIS MARCAM MÊS DA CONSCIÊNCIA NEGRA EM LUÍS EDUARDO MAGALHÃES

27 de nov de 2017

WhatsApp%2BImage%2B2017-11-25%2Bat%2B21.21.35
A Praça do Centro de Artes e Esportes Unificados (CEUs), no bairro Santa Cruz, recebeu pessoas de diversas idades e de vários bairros de Luís Eduardo Magalhães para um dia de atividades em comemoração ao mês da Consciência Negra. A iniciativa foi da Prefeitura de Luís Eduardo Magalhães, em parceria com a Secretaria de Trabalho e Assistência Social e o Projeto Rede do Bem – Cuidando do Nosso Povo, que fomenta ações de inclusão social que visam a oferecer oportunidades iguais de acesso a bens e serviços a todos, como saúde, educação, cultura, desenvolvimento pessoal e profissional. Quem compareceu à 1ª Feira de Arte e Cultura Afro-Brasileira pode conhecer um pouco mais da cultura africana, como maculelê, samba de roda e outras danças típicas.
WhatsApp%2BImage%2B2017-11-25%2Bat%2B21.21.01
WhatsApp%2BImage%2B2017-11-25%2Bat%2B21.21.41
Essas manifestações fazem parte da base cultural do nosso país e precisam ser reconhecidas“, comentou o prefeito Oziel Oliveira.
WhatsApp%2BImage%2B2017-11-25%2Bat%2B21.21.11
A Feira também disponibilizou cursos gratuitos de penteados afros e maquiagem, sessão de cinema, exposição de artes visuais e plásticas, além de uma palestra sobre a resistência e contribuições culturais dos negros para a sociedade brasileira.
WhatsApp%2BImage%2B2017-11-25%2Bat%2B21.21.22
Este evento foi muito importante para as pessoas, principalmente para os estudantes valorizarem elementos que ajudaram a formar a identidade cultural do nosso país“, encerrou o gestor municipal.
WhatsApp%2BImage%2B2017-11-25%2Bat%2B21.21.47
WhatsApp%2BImage%2B2017-11-25%2Bat%2B21.21.57
20 de Novembro
O Dia da Consciência Negra é comemorado em 20 de novembro em todo o país. A data homenageia Zumbi, um escravo que foi líder do Quilombo dos Palmares, morto em 1695. Tem por finalidade fazer uma reflexão sobre a importância e influência do povo e da cultura africana no desenvolvimento da identidade da cultura brasileira. Durante o mês de novembro também são promovidos debates acerca das lutas, conquistas, preconceito racial, marginalização, discriminação e dificuldades encontradas pelos negros no acesso ao mercado de trabalho.
  • Compartilhe:

Publicidade