REUNIÃO DO SINDSEMB COM O SECRETÁRIO MUNICIPAL DE SAÚDE DISCUTE PAUTA EXTENSA

02 de fev de 2021

 

A Diretoria do Sindsemb juntamente com a assessoria jurídica do sindicato, se reuniu nesta segunda-feira, 01 de fevereiro, com o secretário de saúde Melchisedec Alves para tratar das seguintes pautas:

1- Estrutura física do Zoonoses;
2- Fardamentos dos Agentes Comunitário de Saúde;
3- Cirurgias eletivas;
4- Notificação dos condutores do SAMU
5- Imposição Religiosa

Durante a reunião, a presidente Carmélia da Mata apresentou a demanda das condições físicos do Centro de Controle de Zoonoses, e o secretário informou que já estava ciente da situação, e encaminhou ao setor de engenharia a necessidade de melhoria da estrutura física da Zoonoses. Outra solicitação dos servidores foi a presença do médico veterinário durante a eutanásia dos animais.

Questionado sobre o fardamento dos Agentes Comunitários, o secretário garantiu que os uniformes já estão prontos e passam pela separação de tamanhos, para em breve serem entregues as equipes. Sobre a realização de cirurgias eletivas, o secretário disse que de fato houve uma diminuição em razão ao momento de pandemia, mas que a retomada das cirurgias será gradativa à medida que os casos de Covid diminuírem, e que estão preparando um cronograma para equacionar o problema.

A presidente Carmélia também questionou a ocorrência de imposição de religiosidade junto aos servidores, dizendo que a oração é um momento especial para deixar o ambiente calmo, porém não deve ser imposto, uma vez que é um direito de servidor como qualquer cidadão, a escolha da religião, e até mesmo de não ter uma. Afirmou que vivemos num estado laico, e que isto não poderia ocorrer.

Foram relatadas denúncias de que os condutores da SAMU estavam sendo convocados para assinar termos que os obrigavam a ressarcir danos de qualquer natureza junto aos veículos, e portanto sem qualquer investigação. A presidente fez questão de ressaltar que fosse respeitado o estatuto e ainda o direito ao contraditório e ampla defesa dos servidores.

No final da reunião, a presidente Carmélia aproveitou a oportunidade para questionar o andamento da imunização e o calendário de vacinação. O secretário Melchisedec disse que obedece a diretrizes do Ministério da Saúde, e que o número de doses recebidas é ínfima, e que estão sendo vacinadas pessoas obedecendo as determinações do MS. Que as doses são insuficientes também para os servidores da saúde, selecionando parte daqueles que estão na frente contra a Covid-19.

  • Compartilhe:

Publicidade