RACHA CONTINUA: PARTE DO PSDB IRÁ VOTAR CONTRA A REFORMA DA PREVIDÊNCIA, AFIRMA JOÃO GUALBERTO

21 de nov de 2017

 

Ainda como resquício da divisão interna que se estabeleceu na bancada do PSDB na Câmara, parte da sigla vai votar contra a reforma da Previdência. O jornal O Estado de S. Paulo publicou nesta segunda-feira (20) que o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-BA), fez um acordo com o Palácio do Planalto para tentar colocar as mudanças previdenciárias em votação no dia 6 de dezembro. “Se ele [Maia] vai colocar para votar, não depende nem de mim ou do PSDB. Se vamos votar favoráveis ou não, é outra coisa”, afirmou o presidente do partido na Bahia, deputado federal João Gualberto. De acordo com ele, a legenda se reunirá nesta quarta-feira (22) para discutir o assunto e tentar um consenso. Ele disse que o grupo tucano ligado ao senador Tasso Jereissati (CE), contra a permanência da legenda no governo e do qual faz parte, vai votar contra a reforma. O posicionamento só mudará caso o governo faça algumas mudanças para acabar com o que considera como “privilégio” da classe política e setores do Judiciário. “Acho difícil o nosso grupo votar a reforma da Previdência. A gente quer que corte o privilégio dos políticos, para dar exemplo, cortar no Ministério Público, no Judiciário. Por que penalizar os mais pobres? E o benefício do MP, da Justiça, dos deputados e senadores? Ninguém mexe?”, questionou.

 

Via: Bahia Notícias

  • Compartilhe:

Publicidade