PRÓXIMO PRESIDENTE DO STF QUER TROCAR AUXÍLIO-MORADIA POR REAJUSTE SALARIAL

25 de ago de 2018

A menos de um mês de sua posse como novo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), o ministro Dias Toffoli apresentou uma proposta ao presidente Michel Temer (MDB), a fim de zerar o impacto do reajuste do Judiciário nas contas públicas. A sugestão dele é, se o aumento de 16,38%, o equivalente a R$ 5,3 mil, for aprovado, extinguir o auxílio moradia, de acordo com informações do blog Painel, da Folha de S. Paulo.

Atualmente, o auxílio é de R$ 4.377, mas livre de tributação. Já o reajuste implicaria em um imposto de renda de 27,5%. Assim, o ministro defende que ele custaria quase o mesmo que o benefício nas contas públicas. No entanto, segundo a publicação, a ideia enfrenta resistência nas entidades ligadas ao Poder Judiciário. A expectativa é de que o assunto não seja resolvido na gestão da ministra Cármen Lúcia, que encerra no dia 13 de setembro.

Via: Bahia Notícias

  • Compartilhe:

Publicidade