PRESIDENTE DA CAIXA CHAMA HOME OFFICE DE ‘FRESCURA’ E DIZ QUE, SE PEGAR COVID-19, ‘VAI TOMAR UM LITRO’ DE CLOROQUINA

22 de Maio de 2020

Na reunião ministerial de 22 de abril, Pedro Guimarães, presidente da Caixa, fez um autoelogio ao citar um programa de inclusão digital do banco.

“Pessoas que tomavam dinheiro a 25% ao mês. Quer dizer, todos os ladrões lá, PT, PMDB, PSDB, aquela ladroagem toda, vinte e cinco por cento ao mês. E ninguém se indigna. Esse governo que se indignou, o governo dos liberais.”

Na ocasião, Guimarães também falou que na Caixa, em meio à pandemia da Covid-19, “não tem esse negócio, essa frescurada de home office”.

O presidente do banco também afirmou que se pegar a doença, vai “tomar um litro de hidroxicloroquina, aquelas coisas todas”.

Guimarães também disse que, na Caixa, “se roubar, eu vou ligar para o ministro Moro para prender”.

Para o Moro, não será mais possível.

 

 

O Antagonista

  • Compartilhe:

Publicidade