“POPULAÇÃO DE SALVADOR QUER QUE EU CONCLUA MEU MANDATO”, DIZ NETO EM ENTREVISTA

12 de abr de 2018

Durante entrevista à rádio Itapoan FM, na noite desta quinta-feira (12), o prefeito ACM Neto reafirmou que tomou a decisão de não se candidatar ao governo do Estado baseado em pesquisas realizadas com os soteropolitanos. “Os dados apontavam que mais de 60% da população de Salvador queria que eu concluísse meu mandato de prefeito. Eu precisava respeitar essas pessoas. Tive 74% dos votos a menos de dois anos”, disse o gestor da capital baiana, ao revelar que “em todas as pesquisas eu estava na frente do governador Rui Costa. A menor diferença nos dava vantagem de 10 pontos sobre o governador, que está em campanha há muito tempo, viajando pela Bahia, às vezes até desrespeitando a legislação eleitoral. Eu não viajava, estava focado na gestão em Salvador”. Neto também revelou na entrevista que seu grupo político já sabia da decisão de desistência da candidatura ao governo do Estado antes mesmo do anúncio oficial. “Ninguém foi pego de surpresa. Vinha conversando com todos os partidos. No Carnaval, tive uma conversa muito clara com o deputado Jutahy Magalhães Júnior, indicando que minha vontade era muito mais de ficar do que renunciar. Ele, inclusive, fez todos os esforços para que eu fosse candidato. Assim como João Gualberto, que é meu amigo. Todos tinham conhecimento de como as coisas estavam acontecendo. Na reta final, as pressões cresceram. A decisão só não foi anunciada antes em consideração ao meu grupo, que procurava agregar novos elementos políticos para me convencer de ser candidato. Eu pesei tudo isso”, disse o prefeito. Sobre ter condicionado sua candidatura ao governo do Estado à saída do deputado federal Lúcio Vieira Lima do MDB, o prefeito falou que quem melhor pode responder é o próprio Lúcio. “Pergunte a ele se em algum momento eu pedi para ele sair do MDB e se filiar ao PHS”, respondeu Neto.

  • Compartilhe:

Publicidade