POLICLÍNICAS REGIONAIS DE SAÚDE CONTABILIZAM MAIS DE 2 MILHÕES DE ATENDIMENTOS

07 de jul de 2021

 

As Policlínicas Regionais de Saúde implantadas no Estado contabilizaram, até o último mês de junho, um total de 2.036.497 atendimentos, entre consultas e exames. As policlínicas, atualmente em número de 18 e com a expectativa de inauguração, nos próximos dias, da 19ª, em Ribeira do Pombal, têm como entidades mantedoras os Consórcios Públicos Interfederativos de Saúde, que por sua vez, têm o Estado da Bahia como ente federativo, através da Secretaria Estadual de Saúde, e têm como objetivo a cooperação técnica e financeira da área da saúde entre os entes federados, visando à promoção de ações de saúde públicas assistenciais e prestação de serviços especializados de média e alta complexidade.

Até agora, os Consórcios de Saúde contemplam as regiões de Teixeira de Freitas, Guanambi, Jequié, Irecê, Feira de Santana, Santo Antônio de Jesus/Cruz das Almas, Valença, Alagoinhas, Ribeira do Pombal, Paulo Afonso, Juazeiro, Vitória da Conquista, Jacobina, Itabuna/Ilhéus, Senhor do Bonfim, Simões Filho, Eunápolis e Brumado, e a previsão é que até 2022 sejam inauguradas duas unidades em Salvador, e também as policlínicas de Serrinha, Itaberaba/Seabra, Santa Maria da Vitória, São Francisco do Conde e Ribeira do Pombal, essa última nos próximos dias, totalizando 25 Policlínicas até o próximo ano.

Em Salvador, estão em fase final de obras as Policlínicas de Saúde nos bairros de Escada e Narandiba, na capital baiana. O secretário da Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas, explica que conforme acordo firmado entre o Estado e a Prefeitura Municipal de Salvador, após a conclusão das obras, o equipamento de saúde será cedido pela gestão estadual à Secretaria da Saúde do Município de Salvador. “É mais um reforço na área da saúde que o Estado está fazendo em Salvador”, destacou.

Serviços prestados

Nas Policlínicas Regionais de Saúde é prestada assistência nas seguintes especialidades: anestesiologia, angiologia, cardiologia Clínica, cirurgia geral, coloproctologia, dermatologia, gastroenterologia, endocrinologia, gastroenterologia, ginecologia e obstetrícia, hematologia, infectologia, mastologia, nefrologia, neurologia, neuropediatra, oftalmologia, ortopedia e traumatologia, otorrinolaringologia, pediatria, pneumologia, radiologia, reumatologia e urologista.

Além das consultas nestas especialidades, são ofertados os seguintes exames: biópsias, colonoscopia, colposcopia, ecocardiograma, eletrocardiograma, eletroneuromiograma, eletroencefalograma, endoscopia digestiva alta, ergometria, espirometria, histeroscopia, Holter, mamografia, mapa, pequenos procedimentos, procedimentos oftalmológicos, punção de mama, Raio-X, ressonância magnética, tomografia, tonometria, tratamento do pé diabético, videolaringoscopia, videonasofriboscopia, ultrassonografia.

Para a locomoção dos pacientes são disponibilizados, em média, 14 micro-ônibus para cada Policlínica, que tem o valor médio de custo R$ 13 milhões de equipamentos e R$10 milhões em obras. Cada policlínica tem área construída de 2.848,32 m2, com capacidade de cobertura populacional de 500 a 750 mil pessoas. O valor total aproximado de investimento nas Policlínicas já inauguradas até o momento é da ordem de R$ 537.130.067,47, compreendendo o repasse mensal Estadual de 40%.

Policlínicas Regionais de Saúde com previsão de inauguração para 2021/2022, além das duas unidades de Salvador, são as Policlínicas de Serrinha, Itaberaba/Seabra, Santa Maria da Vitória, São Francisco do Conde, Ribeira do Pombal, totalizando o 25 Policlínicas entregues até 2022.

Em fase final de obras, as Policlínicas de Saúde que estão sendo construídas pelo Governo do Estado nos bairros de Escada e Narandiba, na capital baiana, devem estar concluídas ainda esse ano. Para a entrega das duas unidades, estão sendo investidos cerca de R$45 milhões entre obras e equipamentos.

O secretário da Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas, explica que conforme acordo firmado entre o Estado e a Prefeitura Municipal de Salvador, após a conclusão das obras, o equipamento de saúde será cedido pela gestão estadual à Secretaria da Saúde do Município de Salvador. “É mais um reforço na área da saúde que o Estado está fazendo em Salvador”, disse.

Politica Livre

  • Compartilhe:

Publicidade