POLÍCIA APURA RESPONSABILIDADE DE MOTORISTA DE AMBULÂNCIA ACUSADO DE OMITIR SOCORRO À VÍTIMA DE INFARTO EM MANSIDÃO

21 de jan de 2020

 

Um motorista de ambulância foi preso na cidade de Mansidão, no Oeste da Bahia, por policiais da Companhia 86 (Polícia Militar), acusado de negar socorro ao paciente Arcenio Barbosa de Araujo, que morreu após dar entrada no posto de saúde local sentido fortes dores no peito, de onde precisava ser transferido com urgência para o hospital de Santa Rita de Cássia.

O delegado Erick Otaviano Torres, que instaurou inquérito para apurar o caso, ressalta que o município não possui alojamento para abrigar motoristas durante seus respectivos plantões, no entanto, todos são orientados a ficarem em casa em dias de expediente de trabalho, para cumprirem suas escalas e atenderem eventuais necessidades na saúde pública.  Também recebem orientação para permanecerem com telefones ligados.

Há informações ainda sendo apuradas pelo delegado, dando conta que, o motorista não atendeu ao telefone e não foi encontrado em casa na hora da necessidade. “A Polícia Militar foi acionada e só conseguiu localizá-lo em sua residência no início da madrugada desta segunda-feira (20), depois que os policiais realizaram diligências por toda a cidade. Quando o mesmo chegou ao posto de saúde o paciente já havia falecido”, comentou o delegado.

Por entender que houve omissão de socorro ao paciente, a Polícia Militar conduziu o motorista da ambulância para o plantão central da 11ª Coordenadoria Regional de Polícia do interior, em Barreiras/BA. “Estamos lavrando um procedimento policial para apurar a responsabilidade penal dele. Somente após interrogatório poderemos concluir se houve dolo ou culpa, se ele deixou de atender o dever como profissional”, concluiu o delegado.

 

 

Alô Alô Salomão

  • Compartilhe:

Publicidade