PARTIDO DE MARINA PLANEJA FUSÃO COM PV E PPS

16 de out de 2018

Após não atingir a cláusula de barreira e ficar sem fundo partidário e propaganda no rádio e na TV,  a Rede Sustentabilidade, partido idealizado por Marina Silva,  já dialoga com o PV e PPS mirando uma fusão nos próximos meses como forma de sobrevivência.

Uma decisão pode sair nesta terça-feira (16), quando Marina reúne a comissão executiva do partido para debater a questão. Para passar a cláusula de barreira, o partido precisaria eleger deputados federais em pelo menos nove estados ou obter 1,5% dos votos para a Câmara, com um mínimo de 1% dos votos em nove estados. A Rede elegeu apenas uma deputada federal, a indígena Joenia Wapichana.

O PPS elegeu oito deputados federais em sete estados e atingiu a cláusula de barreira por ter mais de 1% dos votos para a Câmara em 15 estados. O PV elegeu quatro deputados federais e teve votação superior a 1% em 18 estados.

Rede e PV já estiveram juntos no primeiro turno, quando Marina disputou a Presidência e teve pouco mais de um milhão de votos, impactando no mau desempenho do partido, que obteve o registro em 2015. A ex-senadora também já concorreu ao Palácio do Planalto pelo Partido Verde em 2010.

Esse histórico aproxima mais Rede e PV, mas há conversas também com o PPS. O presidente do PPS, deputado Roberto Freire, já admite que integrantes das duas legendas têm discutido uma possível fusão.

FONTE: BOCÃO NEWS

  • Compartilhe:

Publicidade