OPERAÇÃO SEGUNDA PARCELA: POLÍCIA FEDERAL ATRÁS DE QUEM RECEBEU AUXÍLIO EMERGENCIAL DE FORMA INDEVIDA

10 de dez de 2020

 

A Polícia Federal cumpre na manhã desta quinta-feira (10), na Bahia e em mais 13 estados, 42 mandados de apreensão, sete de prisão e 13 sequestros de bens em operação para investigar fraudes no auxílio emergencial.

Segundo a corporação, a Justiça determinou bloqueio de valores de até R$ 650 mil em contas que receberam benefícios fraudados.

Batizada de Segunda Parcela, a operação cumpre ordens judiciais também em São Paulo, Rio de Janeiro, Paraíba, Espírito Santo, Santa Catarina, Tocantins, Paraná, Goiás, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Maranhão, Piauí e Mato Grosso do Sul. Mais de 150 agentes estão nas ruas nesta manhã.

A PF diz ainda que, no viés preventivo, a força-tarefa detectou, bloqueou e cancelou o cadastramento de mais de 3,82 milhões de pedidos irregulares. “Deixaram de sair indevidamente dos cofres públicos, no mínimo, R$ 2.3 bilhões, considerando-se apenas o pagamento de uma parcela de R$ 600,00, em cada pedido”, explicou a corporação.

 

Bahia Noticias

  • Compartilhe:

Publicidade