FAROESTE: POR DETERMINAÇÃO DA CORREGEDORIA NACIONAL, PF INVESTIGA AÇÃO DE FÓRUM E CARTÓRIO DE FORMOSA DO RIO PRETO

27 de jan de 2021

 

A Corregedoria Nacional de Justiça faz nesta quarta-feira (27) uma correição extraordinária em Formosa do Rio Preto, no Extremo Oeste baiano. A ação tem a ver com a Operação Faroeste, que investiga um esquema de venda de sentenças na região. Desde as primeiras horas da manhã, dois aviões de pequeno porte e pelo menos cinco carros chegaram ao município.

Agentes da Polícia Federal (PF) foram vistos no fórum e no cartório de imóveis da cidade. Determinada pela corregedora nacional de Justiça, ministra Maria Thereza de Assis Moura, os trabalhos visam apurar fatos relacionados ao conhecimento e à verificação do funcionamento dos serviços judiciais e auxiliares, havendo ou não evidências de irregularidades.

Para a ação em Formosa do Rio Preto, a corregedora nacional considerou também as provas as provas compartilhadas pelo Ministro Og Fernandes, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), por ocasião do cumprimento de mandados de busca e apreensão contra suspeitos de integrar um esquema de venda de decisões para legitimar terras no oeste baiano.

Para essa correição extraordinária, a ministra corregedora delegou os trabalhos aos desembargadores Carlos Vieira von Adamek e Luís Paulo Aliende Ribeiro, do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo; do juiz Carl Olav Smith, do Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Sul; e do juiz Daniel Marchionatti Barbosa, do Tribunal Regional Federal da 4ª Região.

Ainda foram convocados o juiz Gustavo Pontes Mazzocchi, do Tribunal Regional Federal da 2ª Região, e os juizes Luiz Augusto Barrichello Neto e Maria Paula Cassone Rossi, ambos também do TJ-SP. A correição deve terminar às 17h ainda desta quarta.

 

Via: Bahia Notícias

  • Compartilhe:

Publicidade