MORO AMEAÇA ABANDONAR ENTREVISTA AO SER PERGUNTADO SOBRE PANELAÇOS CONTRA BOLSONARO

20 de mar de 2020

Em entrevista concedida à Folha de S. Paulo, o ministro da Justiça, Sergio Moro, ameaçou sair de entrevista quando perguntado sobre a irresponsabilidade de Jair Bolsonaro quando foi perguntado sobre irresponsabilidade do presidente, que foi à manifestação contra o Congresso no domingo, 15, mesmo sob suspeita de coronavírus. Veja.

O chefe do Estado é quem passa as mensagens para a população, o que elas têm de fazer. Por exemplo, o episódio de domingo: o senhor, no lugar do presidente (sob sob suspeita de coronavírus), iria abraçar as pessoas daquele jeito? Faria a mesma coisa?

Outra pergunta. Vocês insistem em ficar discutindo essas questões.

É porque isso faz parte da crise.

Ficam insistindo nessas questões, né, nós temos de olhar para a frente.

Por exemplo, o panelaço que está acontecendo não é um efeito disso?

As perguntas são sobre as medidas que nós estamos tomando ou vamos tomar ou é outro assunto?

Por exemplo, o panelaço não é efeito disso? 

Vou encerrar a entrevista [levanta-se e caminha rumo à porta, para sair].

Volta para as medidas, ministro. Estamos conversando.

Não, não dá.

A gente tem de perguntar, ministro, é a questão política. 

Foi combinado que eu ia falar sobre as medidas.

Vamos falar das medidas. O senhor fala que não comenta, mas a gente tem de perguntar. São coisas que estão no contexto das medidas.

O combinado é o combinado. Falei que ia falar sobre as medidas. É a quarta pergunta sobre o negócio do presidente. Eu não vou falar sobre isso agora. Mais uma pergunta sobre isso e eu encerro aqui. [Moro volta para a mesa e se senta]

  • Compartilhe:

Publicidade