LEM: MUNICÍPIO PROMOVE MUTIRÃO PARA CIRURGIAS A PARTIR DE SEGUNDA (28)

24 de maio de 2018

 

Durante o programa A Voz do Povo, veiculado pela Rádio Moderna FM, dois assuntos de interesse da comunidade de Luís Eduardo Magalhães foram abordados em entrevistas.

O secretário municipal de Saúde, Felipe Morgan Melhem, falou sobre o mutirão de triagens para cirurgias eletivas de especialidades diversas que vai acontecer entre segunda (28) e quarta-feira (30). A iniciativa visa beneficiar pacientes acometidos de vários problemas de saúde.

O mutirão é resultado de uma iniciativa do prefeito Oziel Oliveira e do próprio secretário junto ao governador Rui Costa e vai atender também pacientes de municípios do Oeste baiano.

De acordo com o secretário, dois caminhões da Saúde estadual estarão estacionados em frente ao Laboratório Central (Lacen), próximo à Unidade de Pronto Atendimento (UPA).

“Profissionais do município e do estado farão as triagens dos pacientes que são cadastrados pelos municípios. Todos já sairão com as cirúrgicas agendadas para a partir do dia sete de junho, sendo 20 cirurgias por dia”, explicou.

Felipe Melhem lembrou, ainda, que os mutirões municipais de atendimentos e cirurgias continuarão. “Com esse em parceria com o estado, iremos reduzir ainda mais a carência de cirurgias”, frisou.

BAHIA FARM SHOW
No próximo dia 29, terça-feira, começa a 14ª edição da Bahia Farm Show em Luís Eduardo Magalhães. Evento que, mesmo antes de iniciar já é o maior já realizado, com a previsão de movimentar cerca de R$ 2 bilhões em negócios e atrair mais de 65 mil pessoas.

O secretário de Agricultura, Felipe Bosa, falou durante a entrevista que as expectativas do município para o evento são positivas. Isso porque a previsão de safra recorde em 2018 irá aumentar os negócios firmados durante o evento.

“A previsão para este ano é de que sejam colhidas 60 sacas por hectare. Ano passado foi de 57 sacas. Estamos num ano de recordes para soja e milho. O algodão ainda será colhido”, explicou.

Durante a Bahia Farm Show, técnicos do Incra estarão atendendo assentados que ainda não possuem os títulos das terras. As respectivas documentações serão agilizadas. “Com isso, eles poderão solicitar linhas de créditos junto aos bancos, por exemplo”, disse o secretário Franco Bosa.

  • Compartilhe:

Publicidade