LAVAGEM DE DINHEIRO E ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA NO GABINETE DE FLÁVIO BOLSONARO, DIZ O ANTAGONISTA

16 de maio de 2019

“O MP do Rio de Janeiro considera haver indícios robustos dos crimes de peculato, lavagem de dinheiro e organização criminosa no gabinete de Flávio Bolsonaro”, diz a Folha de S. Paulo.

O documento do Gaecc é categórico:

“A materialidade dos crimes de peculato restou parcialmente incontroversa no presente feito diante da concordância da defesa técnica com o fato de os relatórios do Coaf demonstrarem que o investigado Fabrício Queiroz exigia de assessores do então deputado estadual Flávio Bolsonaro repasses de parte dos salários (…).

Pelos elementos de provas colhidos já é possível vislumbrar indícios da existência de uma organização criminosa com alto grau de permanência e estabilidade, formada desde o ano de 2007 por dezenas de integrantes do gabinete do ex-deputado Flávio Bolsonaro com clara divisão de tarefas entre núcleos hierarquicamente compartimentados.”

  • Compartilhe:

Publicidade