JUSMARI E ENTIDADES REALIZAM DEBATE BUSCANDO AVANÇO DA AVICULTURA NA BAHIA

29 de jun de 2021

 

A deputada Jusmari Oliveira, presidente da Comissão de Agricultura e Política Rural da Assembleia Legislativa, comandou uma Audiência Pública em parceria com a FAEB, Federação de Agricultura e Pecuária da Bahia, para debater as demandas do setor de avicultura. O evento foi realizado nesta terça-feira, 29  de junho. A deputada ressaltou que o Oeste Baiano é uma região promissora para a agricultura tendo em vista ser o maior produtor de milho da Bahia. “Aqui no Oeste a avicultura está se fortalecendo e tem amplas condições de crescer cada vez mais” afirmou ela.

Durante a reunião os pontos mais discutidos foram a desoneração do ICMS, a rapidez na implantação de serviços da Coelba, agilidade na liberação de licenças ambientais por parte do Inema, mais servidores para o corpo técnico da Adab, vacinação contra a covid-19 para os trabalhadores na agropecuária e a implantação do Sistema de Integração Agropecuário da Adab – Siatec 3,  além do incentivo a produção de milho para fortalecer o crescimento da criação de frango em toda a Bahia. O encontro teve ainda as participações de Humberto Miranda, Presidente da FAEB, Dário Mascarenhas, Presidente da Associação Baiana de Avicultura ABA, Almir Eloy, Diretor da Associação Baiana dos Pequenos Abatedouros, ABAPA, Patrícia Nascimento, Diretora Executiva da Associação Baiana de Avicultura, Aba, Marcelo Martins, Presidente do Fundo de Apoio a Pecuária do Estado da Bahia, FUNDAP,  e equipe técnica da ADAB – Agencia Estadual de Defesa Agropecuária da Bahia. O deputado federal Zé Neto, também deu sua contribuição e ajudou no aprofundamento do debate sobre o tema.

De acordo com Dário Mascarenhas enquanto a produção de frango na Bahia cresceu 30%, a produção de milho regrediu a 22%. Ele aventou inclusive a possibilidade de incorporar e fortalecer a produção de milho da região norte como mais um polo de desenvolvimento regional. Dário também frisou que durante a pandemia o setor não parou e afirmou ser necessário priorizar vacinas para os trabalhadores do setor agropecuário. “Eles não ficaram em casa e trabalharam muito durante o tempo de pandemia para garantir o alimento na mesa do povo baiano” declarou. Ele classificou as granjas de “aquário sem água” por serem fechadas, climatizadas e, em razão disso, enfatizou, dependem muito da energia elétrica fornecida pela Coelba.

O assunto também foi levantado por Patrícia Nascimento, Diretora Executiva da Associação Baiana de Avicultura. Segundo ela, as sucessivas quedas de energia prejudicam os produtores. “É um assunto que teremos que ver com a máxima urgência” disse. Patrícia também solicitou emenda parlamentares para dar suporte aos estudos e as pesquisas sobre a avicultura nas instituições baianas e sobretudo para formação de mão de obra principalmente de técnicos que possam atuar no setor. A deputada Jusmari Oliveira, assegurou que vai dialogar com a Coelba e realizar uma Audiência Pública para discutir os problemas apresentados na reunião desta terça-feira.

Para Marcelo Martins, Presidente do Fundo de Apoio a Pecuária do Estado da Bahia, FUNDAP, uma das principais preocupações é a implantação do Sistema de Integração Agropecuário da ADAB, o Siatec 3 “Fundamental para todos nós e que precisa ser resolvido o mais rápido possível” disse ele.

O Presidente da FAEB, Humberto Miranda, disse que a parceria entre a entidade que dirige e a Comissão de Agricultura vem dando resultados efetivos e ajudado a buscar soluções para a agropecuária baiana. “Temos desenvolvidos várias ações juntamente com a Comissão de Agricultura, através da deputada Jusmari Oliveira e queremos continuar esse trabalho que tem dado muito certo” frisou, afirmando ainda que é preciso que o governo agilize a distribuição de energia renovável amplamente produzida na Bahia mas que ainda não chega aos setores produtivos.

Almir Eloy Nascimento, Diretor da Associação Baiana dos Pequenos Abatedouros falou sobre a expansão do setor e disse que a avicultura está sendo implantadas em diversas regiões da Bahia que não tinham tradição comercial neste setor.

Ao final do encontro a deputada Jusmari Oliveira agradeceu a todos os participantes do encontro e afirmou que irá pautar, juntamente com os demais deputados, uma Audiência Pública para debater e buscar soluções para as demandas apresentadas. “A Comissão de Agricultura, mesmo durante a pandemia vem trabalhando com muito empenho, dialogando com todos os setores da cadeia produtiva e buscando os caminhos para fortalecer cada vez mais a agropecuária baiana. Muito obrigada  a todos e todas que participaram deste encontro, aos que acompanharam pelas redes sociais queremos dizer que estamos abertos a sugestões para que possamos incorporar ao trabalho que realizamos cotidianamente”, finalizou.

 

  • Compartilhe:

Publicidade