INSTALAÇÃO DE FÁBRICA EM TERRENO DA UFRB GERA POLÊMICA ENTRE CAETANO VELOSO E PREFEITO DE SANTO AMARO

27 de jul de 2020

A possibilidade de um terreno da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) ser entregue à empresa Orbi Química para montagem de uma fábrica em Santo Amaro da Purificação gerou polêmica envolvendo o cantor Caetano Veloso e o prefeito da cidade, Flaviano Bomfim (PP), neste fim de semana.

Em um vídeo gravado neste domingo (26), o músico fez um protesto direcionado aos vereadores do município onde nasceu. “Pensem profundamente nos problemas que Santo Amaro já vem enfrentando, muitas dificuldades em muitos anos por causa de questões ambientais”, disse, referindo-se a uma antiga empresa que provocou larga contaminação de chumbo.

O Projeto de Lei encaminhado pela Prefeitura de Santo Amaro da Purificação propondo a doação do terreno será votado nesta segunda-feira (27) na Câmara de Vereadores. “Não deixem que uma fábrica química da Orbi seja implantada no perímetro urbano da cidade de Santo Amaro e nem na beira do Rio Subaé”, pediu o artista.

Do outro lado, o prefeito Flaviano Bomfim justificou que a instalação da indústria química no local irá gerar cerca de 150 empregos. No entanto, o reitor da UFRB, Fábio Josué Souza dos Santos, em nota enviada ao Jornal da Manhã, da TV Bahia, disse que foi surpreendido com o projeto.

Conforme a reportagem, Fábio declarou que o espaço ainda faz parte da universidade e em nenhum momento a instituição foi convidada para dialogar ou mesmo ser informada sobre as pretensões da Prefeitura.

Vale lembrar que uma petição pública circula na internet para recolher assinaturas contra a instalação da indústria, que tem o início das obras marcado para agosto.

O texto denuncia vereadores e prefeito pela intenção de descumprir a lei municipal que obriga a conservar os remanescentes florestais na margem do rio.

 

Política Livre

  • Compartilhe:

Publicidade