GOVERNADOR RUI COSTA SE REÚNE HOJE COM O PR PARA TENTAR SEGURAR PARTIDO NA BASE ALIADA

05 de abr de 2018

A reunião que o governador Rui Costa (PR) teria ontem com o PR foi adiada para hoje. Devem se sentar com o petista os deputados federais José Carlos Araújo, presidente da sigla na Bahia, José Rocha e João Carlos Bacelar. Será mais uma rodada de negociações com vistas às próximas eleições. O PR pode ir para a base do prefeito ACM Neto (DEM), que deve se candidatar ao governo do estado, mas a articulação governista não tem medido esforços para não perder os atuais aliados, que reivindicam mais espaço na administração. A Bahiatursa, vinculada à Secretaria de Turismo, a Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia (Sudesb) e mais uma secretaria seriam os pedidos dos republicanos para manter a aliança.Ontem, antes do lançamento do programa e-Nova Educação, no Instituto Anísio Teixeira, o chefe do executivo estadual demonstrou indignação com relação à fala do general Luiz Gonzaga Lessa, que defendeu uma “reação armada” caso Lula fosse candidato. “Isso é inadmissível, nós não queremos retrocesso no país, nós queremos um país moderno, que avance, e cada instituição tem de se colocar em seu devido lugar”, afirmou o petista. “As manifestações das pessoas, dos cidadãos, são livres e devem ocorrer no ambiente democrático. Em todo lugar do mundo é assim, a liberdade de expressão, de opinião, deve permanecer. Agora, chefes de instituições devem zelar pelo seu papel”. O projeto e-Nova Educação levará internet de alta velocidade e dispositivos móveis para as salas de aula de toda a rede estadual de ensino. A inovação beneficiará alunos e professores e é fruto de uma parceria do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Educação, com o Google for Education. “Eu quero agradecer ao Google, assim como eu tenho feito com todas as instituições e empresas privadas que têm aceitado o convite do Governo da Bahia para fazer parceria para a educação. O nosso objetivo é mexer com a juventude, oferecer novas ferramentas para instigar os jovens, por meio da tecnologia, a aguçar o interesse pelo conhecimento. Com o e-Nova, damos asas à criatividade, seja para o aluno aprender o conteúdo tradicional, seja para a criação”, afirmou Rui.O governador Rui Costa (PT) também classificou como um “copia e cola” a ação ajuizada pelo Ministério Público da Bahia (MP-BA) contra o Estado e o consórcio Fonte Nova Participações (FNP), formado pelas empresas Odebrecht e OAS, pelo contrato de Parceria Público-Privada (PPP) responsável pela demolição, reconstrução e administração da arena. “Pelo que eu vi na imprensa, é um copia cola da operação que foi feita. Não tem nenhuma consistência técnica, nenhuma consistência jurídica. Isso vai ser provado no devido momento, porque há afirmações que não têm nenhuma consistência. Ali não passa por um beabá de qualquer conta, de qualquer raciocínio lógico”, afirmou o governador. Rui também atacou o Ministério Público, ao comentar um dos pontos elencados pelos promotores na ação. Conforme nota do MP, o Estado bancou indevidamente salários de diretores do consórcio.

Tribuna da Bahia

  • Compartilhe:

Publicidade