GILMAR MENDES DECIDE ADIAR JULGAMENTO DE LULA

24 de jun de 2019

 

Segundo a Folha de S. Paulo, a presidente da Segunda Turma do STF, Cármen Lúcia, “colocou o caso no último lugar da fila. Antes dele, 11 processos teriam que ser apreciados. O ministro Gilmar Mendes concluiu que não haverá tempo de debater o caso de Moro. Só o voto dele tem mais de 40 páginas. Mendes decidiu, então, indicar o adiamento da discussão. O caso deverá voltar à pauta no segundo semestre.”

 

Via: O Antagonista

  • Compartilhe:

Publicidade