FAROESTE: MPF DENUNCIA DESEMBARGADORA E TRÊS ADVOGADOS POR VENDA DE DECISÕES

31 de dez de 2020

 

O Ministério Público Federal (MPF) denunciou ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) por corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa a desembargadora do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), Ilona Reis, e mais três advogados.

Todos são acusados de vender sentenças e movimentar ao menos R$ 800 mil no esquema.

Ilona está presa desde 14 de dezembro, no âmbito da Operação Faroeste, que investiga a regularização, mediante propina, de terras griladas no oeste baiano.

Junto com ela, foram denunciados os advogados Marcelo Junqueira Ayres Filho, Fabrício Bôer da Veiga e Júlio César Cavalcanti Ferreira, que atuariam como operadores, negociando as decisões. Júlio César, que se tornou delator, redigia minutas dos atos da desembargadora.

O grupo atuou, segundo o MPF, entre setembro de 2019 e dezembro deste ano, período de em que a Faroeste estava em pleno vapor, investigando o esquema.

“A desembargadora Ilona Reis teve atuação central na organização criminosa em questão, exercendo o comando do grupo”, diz a denúncia, assinada pela subprocuradora Lindôra Araújo.

As informações são do site O Antagonista.

  • Compartilhe:

Publicidade