ESTÁ TODO MUNDO PENSANDO EM 2022

11 de dez de 2020

Nas negociações para a eleição na Câmara, estão todos pensando em 2022. Arthur Lira é o candidato de Jair Bolsonaro e o “Centrão raiz” que está com ele acredita que uma eventual vitória do deputado do PP de Alagoas pavimentaria o terreno para a reeleição do presidente.

Rodrigo Maia e seus aliados, por sua vez, creem que a eleição na Câmara é um grande teste para a formação da tal “frente ampla” que muitos defendem contra Bolsonaro em 2022. Se a candidatura desse grupo vingar, unindo, por exemplo, PSDB e PDT, poder-se-ia vislumbrar uma possível união entre centro-esquerda e centro-direita daqui a dois anos.

A esquerda não quer fortalecer nem Bolsonaro, nem o centro. E já sinalizou que o nome mais palatável na Câmara seria o do deputado Aguinaldo Ribeiro, que é do PP, mas não tem o apoio do partido e “se dá bem com todo mundo”.

O PT, sozinho, prefere repetir um confronto entre extremos a sucumbir ainda mais em 2022 a partir de um esperado fortalecimento do centro. Por isso, deputados petistas, que formam a maior bancada da Câmara, e de outras legendas da esquerda podem acabar se valendo da votação secreta para colocar Lira no comando da Casa sem que a militância saiba.

Com cargos, emendas extras e promessas de espaços, o provável é que o governo Bolsonaro acabe conquistando votos para Lira em partidos de vários espectros políticos. A guerra pelo Planalto em 2022 já começou.

 

Via: Bahia Notícias

  • Compartilhe:

Publicidade