EM SEMINÁRIO NACIONAL, PROGRAMA SOJA PLUS APRESENTA BALANÇO DE AÇÕES REALIZADAS NO OESTE BAIANO

06 de set de 2021

 

 

Difusão de conhecimentos e debates sobre temas diversos fizeram parte da programação do Seminário Nacional Soja Plus 2021, realizado nesta quinta-feira (02), por meio de uma transmissão online que contou com a participação de entidades do agronegócio e coordenadores estaduais desse programa que tem o objetivo de apoiar o produtor na adequação das fazendas às boas práticas ambientais, sociais e econômicas. As apresentações ficaram por conta do presidente André Nassar e o gerente de sustentabilidade Bernardo Pires, da Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove), o diretor André Machado, da agência alemã de cooperação internacional GIZ, e do Presidente da comissão de cereais, fibras e oleaginosas da CNA, Ricardo Arioli.

No evento foram apresentados os resultados obtidos nos seis estados brasileiros que desenvolvem o programa (Bahia, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Piauí e Goiás). A coordenação do Soja Plus mostrou, na ocasião, os resultados alcançados nestes sete anos de atuação do programa na Bahia. Ao longo deste período, 273 propriedades rurais foram atendidas e 740 funcionários treinados em 65 cursos. “Isso é um balanço extremamente positivo, não apenas para a Aiba, que executa o programa no Oeste baiano, mas, principalmente para nós, da Abiove, que coordenamos essas ações em toda a região”, disse Bernardo Pires.

A Bahia é um dos maiores produtores de soja do Brasil, com a relevante contribuição dos municípios de Baianópolis, Barra, Barreiras, Cocos, Correntina, Formosa do Rio Preto, Jaborandi, Luís Eduardo Magalhães, Riachão das Neves e São Desidério.

“Além da melhoria que ocorreu por meio da adequação da gestão da propriedade rural, o programa trouxe também, qualidade de vida, para funcionários, colaboradores e, consequentemente, benefícios para os empresários do setor. Outro ganho significativo é o profissional, que torna os colaboradores das fazendas mais aptos e valorizados no mercado”, afirmou Aloísio Júnior, analista ambiental da Aiba, que coordena o programa na região.

Para Alessandra Chaves, diretora de meio ambiente e irrigação da Aiba, o conteúdo apresentado traz mais conhecimento, fomenta a inovação e dá subsídios para o cumprimento legal como ferramentas essenciais para a segurança das empresas agrícolas. “O evento trouxe uma abordagem integrada do Programa Soja Plus em diferentes estados do Brasil, evidenciando o quanto o produtor rural está comprometido com ações de sustentabilidade em seu empreendimento”, concluiu.

Durante o evento, o produtor rural Clóvis Ceolin, que cultiva grãos e fibras no município de São Desidério, foi premiado com um troféu do programa. Um instrumento que serve como reconhecimento pelos avanços nos indicadores de sustentabilidade na Bahia. Ao final do evento, foi anunciada a expansão do programa para outras culturas agrícolas, o que resultou na mudança do nome de Soja Plus para Agro Plus. O programa vai continuar oferecendo orientação sobre boas práticas de administração, englobando aspectos como o gerenciamento de resíduos nas propriedades, conformidade ambiental e segurança dos funcionários.

Bernardo Pires disse, ainda, que a ampliação do programa para outros tipos de propriedades rurais, incluindo aquelas dedicadas à pecuária, foi uma resposta à demanda do pujante setor agrícola do Brasil. “No seu formato original, ao aprimorar a gestão das fazendas atendidas, o programa ajudou o produtor a aumentar lucros e melhorar indicadores sociais e ambientais”, finalizou.

Ascom Aiba

  • Compartilhe:

Publicidade