DEPUTADO TITO COMEMORA INÍCIO DOS ATOS PARA CONCESSÃO DOS TRECHOS DA FIOL DE CAETITÉ E BARREIRAS

12 de jul de 2021

 

Sempre atento aos anseios da população, o deputado federal Tito (AVANTE/BA), que integra na Câmara dos Deputados, a Comissão de Viação e Transporte (CVT), celebrou a qualificação dos dois trechos da Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol) no programa de Parceria de Investimentos (PPI), que reúne projetos de concessão do governo federal. A medida foi publicada em decreto da edição desta sexta-feira (9) no Diário Oficial da União.

Com base no decreto, a decisão contempla os trechos entre Caetité e Barreiras, de 485,4 quilômetros, e de Barreiras à cidade tocantinense de Figueirópolis, onde a via será interligada à Ferrovia Norte-Sul.

O Ministério da Infraestrutura afirma que a expectativa é de que o trecho comece a operar em 2025, com previsão de transportar mais de 18 milhões de toneladas de carga, entre grãos e o minério de ferro produzido na região de Caetité. Esse deve dobrar em dez anos, e chegar a marca de 50 milhões de toneladas, em 2035, sendo a maior parte o transporte de minério de ferro.

A operação inicial deve iniciar com 16 locomotivas e mais de 1,4 mil vagões, sendo 1,1 mil deles destinados apenas para o escoamento do minério de ferro. Também dentro do prazo de 10 anos, segundo o Ministério, serão 34 locomotivas e 2,6 mil vagões, em 2035.

“A possibilidade de escoar a produção agrícola do Oeste da Bahia pelos trilhos da Ferrovia de Integração Oeste-Leste (FIOL), é a nossa grande expectativa. O início dos atos representa um passo crucial para a concessão dos trechos da Fiol de Caetité e Barreiras, pois vai acelerar a execução desse projeto, considerado fundamental para transformar a logística no nosso Estado. Inclusive, o Exército está atuando na construção desse trecho por meio do nosso 4° BEC. Parabenizo o Ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas e o nosso Presidente Bolsonaro, por sua dedicação para tornar possível a realização desse sonho dos baianos”, destacou o deputado Tito.

Fonte: ASCOM do Deputado Tito

  • Compartilhe:

Publicidade