COVID-19: SINDSEMB DIZ QUE SERVIDORES DO HOSPITAL DA MULHER PEDEM SOCORRO

22 de jul de 2020

O SINDSEMB visitou nesta quarta-feira,(22/07) as dependências do Hospital da Mulher-Maternidade, com o propósito de apurar as denúncias anônimas registradas no portal Ouvidoria Sindsemb, sobre as condições de trabalho dos servidores lotados na unidade de saúde. Os relatos indicavam que a unidade estava recebendo pacientes gestantes com suspeitas e/ou positivadas pela Covid-19, falta de alas especificas, falta de EPI´s adequados para o atendimento, risco de contágio coletivo entre pacientes, recém nascidos, acompanhantes e servidores.
Durante a visita, o presidente em exercício Meyrelys e a 1ª secretária Janaína puderam averiguar os apontamentos das denúncias, registrar a situação vivenciada pelos servidores e posicionar as medidas cabíveis que serão adotadas pelo sindicato.
“Durante a visita ficamos perplexos com o risco iminente de contágio coletivo e a ausência de medidas adequadas pela Gestão Municipal, principalmente pela condução da Secretaria de Saúde diante da falta de estrutura, medidas de biossegurança e da exposição dos servidores, sem contar que não existe o mínimo necessário de segurança para os pacientes, recém nascidos e acompanhantes”, ressaltou Meyrelys.
Diante do exposto, o Sindsemb já oficiou o município solicitando medidas urgentes para proteção dos servidores e principalmente o abastecimento de insumos farmacêuticos, equipamentos de proteção individual e adequação da unidade, até que a situação seja regularizada.
  • Compartilhe:

Publicidade