CORRENTINA: ACUSADOS DE ESQUEMA REASSUMEM CARGOS E ELEGEM COLEGA PRESIDENTE DA CÂMARA

20 de fev de 2019

 

Correntina: Acusados de esquema reassumem cargos e elegem colega presidente da Câmara

Os cinco vereadores que estavam cassados em Correntina, no extremo oeste, não só retornaram ao posto como alçaram a presidência da Casa um deles. O fato ocorreu na noite desta terça-feira (19). Adenilson Pereira de Souza, o Wil (Podemos), foi eleito presidente. A volta dos edis ao posto bem como a eleição de Will só foi possível após decisão da juíza substituta Renata de Moraes Rocha.

Supreso com o ocorrido, o então presidente da Câmara até esta terça, Nilmar Dourado (PSDB), disse ao Bahia Notícias nesta quarta-feira (20) que, junto com outros colegas, já acionou o Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) para revogar a sentença da juíza assim como a votação desta terça.

“Eles me depuseram da mesa como presidente eleito regularmente e formalmente. Eles inciaram a sessão, propuseram requerimento, fizeram nova eleição da mesa-diretora totalmente ilegal com sete vereadores, sendo que não poderia, e a decisão da juíza não destituía a mesa, ela simplemente fazia o retorno aos cargos dos vereadores. Por isso nós já recorremos ao Tribunal de Justiça para desfazer o que ocorreu”, relatou Dourado.

Em outubro de 2017, a Operação Último Tango do Ministério Público do Estado (MP-BA) revelou esquema de fraudes em licitações e contratos que envolvia seis vereadores. Os legisladores chegaram a ser presos sob acusação também de desvio de verbas públicas, pagamento de gratificações indevidas a servidores e cobrança de propina de R$ 50 mil ao prefeito, Maguila, para votar projetos de interesse do gestor.

 

 

por Francis Juliano

Via: Bahia Notícias

  • Compartilhe:

Publicidade