COPA DO MUNDO: BRASIL E MÉXICO PROMETEM JOGO ABERTO POR VAGA NAS QUARTAS

02 de jul de 2018

O Mundial das retrancas? Não para Tite e Juan Carlos Osorio. Na véspera da partida desta segunda-feira, que começa às 11h de Brasília, os técnicos de Brasil e México prometeram manter suas filosofias ofensivas, no duelo pelas oitavas de final da Copa do Mundo da Rússia, em Samara. A pressão maior está com a seleção brasileira, que tentará evitar mais uma zebra no torneio, depois das eliminações precoces de Alemanha, Argentina e Espanha. Para o México, é a chance de acabar com “maldições” e seguir sonhando com o título inédito.

Tabela completa de jogos da Copa do Mundo de 2018

Havia uma expectativa de mudança no meio, mas Tite decidiu manter a base que iniciou a Copa, mais ofensiva, com Philippe Coutinho, Neymar e os contestados Willian e Gabriel Jesus no ataque. Coutinho vem sendo o grande protagonista do time, mas Tite e Thiago Silva apostam que Neymar crescerá na fase final da competição.

Na lateral direita, o treinador manteve Fagner, que agradou nas duas últimas partidas e ganhou a titularidade de Danilo, que retornou de lesão e estará à disposição. Na esquerda, Tite optou pela manutenção de Filipe Luís, que também se destacou na chance que teve, contra a Sérvia. O titular Marcelo se recuperou de espasmo na coluna, mas a comissão preferiu preservá-lo, por ter treinado pouco durante a semana. Ele ficará no banco como opção.

O capitão da seleção brasileira será novamente Thiago Silva, que também vestiu a braçadeira na vitória por 2 a 0 sobre a Costa Rica. O jogador do PSG se disse preparado para enfrentar o time de Osorio, que costuma tentar surpreender os adversários. “Nessa fase temos de errar o menos possível, pois pode custar um trabalho de quatro anos (….) Temos de ter muita concentração e determinação, temos um plano A e B para enfrentar o México e nosso primeiro objetivo é jogar bem, porque assim estaremos mais perto da vitória.”

Também presente na entrevista, o auxiliar Sylvinho exaltou as qualidades da equipe mexicana. “Nós os conhecemos bem e vice-versa. Não vamos entrar em detalhes, mas sabemos que é uma seleção com bastante intensidade, uma segunda linha de quatro jogadores, são objetivos, tem qualidade, velocidade, fazem transições rápidas, uma equipe coesa em todos os aspectos. Temos nossa estratégia”, afirmou o ex-jogador de Corinthians, Arsenal e Barcelona.

 

Via: Veja

  • Compartilhe:

Publicidade