COORDENAÇÃO DE CAMPANHA DE ALCKMIN É PASSO PARA NETO ASSUMIR MINISTÉRIO DA CASA CIVIL, EM CASO DE VITÓRIA

27 de jul de 2018

O prefeito ACM Neto (DEM)

Correligionários dizem que, se ACM Neto (DEM) topar virar o coordenador geral da campanha de Geraldo Alckmin (PSDB) à Presidência da República terá dado um passo decisivo para virar ministro da Casa Civil do próximo governo, no caso de o tucano se tornar vencedor. A posição seria ideal para ele voltar à Bahia como candidato ao governo em 2022, na hipótese de o governador Rui Costa (PT) se reeleger. Antes de assumir o desafio, o democrata precisa, no entanto, se licenciar da Prefeitura, o que levaria seu vice, Bruno Reis (DEM), a ascender ao posto de prefeito de Salvador nos próximos três meses. Virando ministro, Neto teria que renunciar, o que possibilitaria a Bruno efetivar-se no mandato de prefeito, pelo qual concorreria à reeleição no cargo em 2020. O prefeito ainda resiste à idéia, alegando que não quer abandonar a campanha de José Ronaldo (DEM) ao governo da Bahia.

  • Compartilhe:

Publicidade