COM UM A MENOS, BAHIA VENCE, ACABA JEJUM E REBAIXA O CSA NO REI PELÉ

02 de dez de 2019

 

Enfim acabou o jejum do Bahia. Depois de nove partidas sofrendo com derrotas e empates, o Esquadrão conseguiu vencer o CSA na noite deste domingo (1º), no Rei Pelé, em Maceió. O Esquadrão saiu na frente com Gilberto, mas sofreu o empate com gol de Nilton e, mesmo depois de ter um jogador expulso, conseguiu vencer com um tento marcado por Arthur Caíke.

O triunfo coloca o Bahia com 48 pontos e no décimo primeiro lugar. O CSA, por sua vez, está rebaixado para a Segunda Divisão. A equipe do técnico Roger Machado faz a penúltima partida do Brasileirão na próxima quinta-feira (5), contra o Vasco, na Arena Fonte Nova.

O JOGO

Dono da casa, o CSA começou a partida pressionando. Aos cinco minutos, Ricardo Bueno chutou cruzado e Apodi, em posição irregular, quase colocou a bola para dentro. Dois minutos depois, o Esquadrão respondeu com Élber, que mandou uma pancada de fora da área e o goleiro Jordi defendeu. Aos dez, Gilberto finalizou de fora da área e o arqueiro do Azulão segurou.

Aos 21 minutos, um lance chamou a atenção. Gilberto recebeu bola em profundidade e levou a bola após ela passar da linha de fundo. ELe seguiu com a redonda e marcou o gol, mas o árbitrou anulou o lance.

O Esquadrão de Aço continuou tentando. Com 26, Gregore roubou bola na intermediária, avançou e mandou uma bomba para grande defesa do goleiro Jordi.

Gilberto coloca o Bahia na frente

Aos 31 minutos, o Bahia abriu o placar. Flávio serviu Gilberto na entrada da área e o camisa 9 bateu bem, sem dar chances a Jordi.

O CSA quase chegou ao empate com Apodi aos 35, quando ele recebeu lançamento, finalizou de esquerda e obrigou o goleiro Douglas a fazer uma grande defesa.

Antes do fim da primeira etapa, quase surgiu o segundo, Artur cobrou falta na área, Lucas Fonseca cabeceou e Jordi mandou para escanteio. Ainda deu tempo de Artur cruzar e Gilberto errar o cabeceio.

Segundo tempo

O Bahia saiu para o ataque em busca do segundo gol. Logo aos dois minutos, João Pedro foi até a linha de fundo e cruzou rasteiro para o meio da área para Ronaldo, que precisou dar um carrinho para alcançar a bola, que acabou sendo defendida por Jordi.

CSA empata a partida com Nilton

Aos nove, gol do CSA. Após cruzamento de escanteio por Rafinha, Nilton aproveitou o vacilo da defesa do Esquadrão e colocou a bola na rede.

Ronaldo expulso

Aos 18 minutos, Ronaldo fez falta dura em Jean Kléber e recebeu o seu segundo cartão amarelo. Com isso, ele foi expulso.

Com um jogador a mais, o CSA começou a se apresentar no ataque e as chances foram aparecendo. Aos 26, Alan Costa mandou uma bomba de fora da área e a bola passou muito perto. Um minuto depois, foi a vez de Ricardo Bueno arriscar. A pelota passou raspando a trave.

Artur acerta o travessão

Em cobrança de falta no flanco direito do ataque, Artur mandou direto e acertou o travessão defendido por Jordi. Aos 35, o CSA voltou a assustar. Ricardo Bueno aproveitou sobra e chutou forte, mas Douglas conseguiu evitar o que seria o gol da virada do Azulão. Dois minutos depois, Jean Kléber fez jogada individual, bateu colocado e a bola passou por cima.

Arthur Caíke dá triunfo ao Bahia

Mesmo com um a menos, o Bahia conseguiu o gol do resultado positivo aos 40 minutos. Em jogada de contra-ataque, Artur foi servido por Gregore e tocou para Arthur Caíke, que bateu rasteiro e no canto, sem dar chances a Jordi.

 

FICHA TÉCNICA
CSA 1 x 2 Bahia
Campeonato Brasileiro – 36ª rodada

Local: Rei Pelé, em Maceió
Data: 1/12/2019 (domingo)
Horário: 18h
Árbitro: Vinicius Furlan (SP)
Auxiliares: Luiz Alberto Andrini Nogueira e Evandro de Melo Lima (ambos de SP)
VAR: Adriano Milczvski (PR), com auxílio de Edina Alves Batista (SP) e Luciano Roggenbaum (PR)

Cartões amarelos: Apodi, Alan Costa (CSA) / Ronaldo e Gilberto (Bahia)

Cartões vermelhos: Ronaldo (Bahia)

Gols: Gilberto e Arthur Caíke (Bahia) / Nilton (CSA)

CSA: Jordi; Dahwan, Alan Costa, Luciano Castán e Rafinha; João Vitor, Nilton, Apodi (Bustamante), Euller (Bruno Alves) e Jean Kléber (Warley); Ricardo BuenoTécnico: Jacozinho.

Bahia: Douglas; Nino Paraíba, Lucas Fonseca, Juninho e Moisés; Gregore, Flávio e Ronaldo; Élber (Arthur Caíke), Artur (Wanderson) e Gilberto (Fernandão). Técnico: Roger Machado.

 

 

Via: Bahia Notícias

  • Compartilhe:

Publicidade