BARREIRAS: ESCRITOR MIRIM PARTICIPA DE CONVERSA LITERÁRIA E INCENTIVA A LEITURA NA ESCOLA MUNICIPAL ANTÔNIO BENTO DE FREITAS

23 de mar de 2019

 

Viajando no mundo das palavras, imaginação e criatividade, os estudantes do 4º e 5º anos da Escola Municipal Antônio Bento de Freitas, no bairro Cascalheira, vivenciaram um dia literário diferente nesta quarta-feira, 20. Com a presença do escritor mirim barreirense Arthur Ledoux, de 12 anos, as crianças interagiram e apreciaram sua coleção de miniaturas de dinossauros, que incentivaram seu primeiro livro intitulado “O Vale dos Dinossauros”.

A diretora Tatyana Santos afirmou que o encontro do escritor com os estudantes é uma forma de incentivar a leitura com foco na aprendizagem, porque a troca de experiências e exemplificação aproxima as crianças da literatura e também já mobiliza toda comunidade escolar a participar da FLIB.

“A presença do Arthur deixou as crianças eufóricas e com sede de conhecimento. Elas queriam saber como foi a experiência de escrever sobre os dinossauros, como ele iniciou o livro e toda a trajetória do escritor mirim. Realmente obtivemos um resultado positivo, já incentivando os nossos estudantes em suas criações literárias para a Feira Literária de Barreiras-FLIB, que acontece em maio”, disse a diretora Tatyana.

Num bate-papo rico e envolvente, Arthur contou um pouco sobre seu livro, a experiência de colocar no papel as ideias, o sonho de ser paleontólogo e como a literatura invadiu seu cotidiano.

“Não existe nada melhor do que unir duas coisas que gostamos, e eu pude fazer isso no meu livro, que escrevi em uma semana. Estava ansioso para falar dos dinossauros, do meu desejo de ser paleontólogo e também de escrever. O encontro com meus amigos da escola despertou ainda mais, a vontade de fazer novos livros”, relatou o escritor Arthur.

Ele ainda conversou com as turmas, testemunhando como a escola e seus professores lhe incentivaram e foram decisivos para que hoje ele se tornasse um escritor, destacando que sua família  desde cedo sempre criou um  ambiente propício ao despertar para a leitura. Em meio às conversas, Arthur convidou e incentivou os estudantes a produzirem materiais para expor durante a realização da FLIB 2019.

  • Compartilhe:

Publicidade